Aproveitamento do Inter no Gauchão manteria o clube na Série B do Brasileirão

Ricardo Duarte
Ricardo Duarte

Não importa a ideia do treinador para o confronto, Nico López NÃO PODE ser reserva


Ontem, eu ouvia um programa de rádio quando um dos participantes, falando de favoritismo, perguntou se o Cruzeiro "poderia surpreender o Inter" no confronto pelas quartas-de-final do Gauchão. Pois olha, meu camarada… nosso último jogo pela fase classificatória foi justamente contra o Cruzeiro. E O INTER PERDEU. Então, se há algum favorito nesse confronto, não somos nós. Até porque não somos favoritos A NADA neste ano.


Qualquer torcedor percebeu que o Colorado foi ridículo na primeira fase do Campeonato Gaúcho. Vencemos apenas três de 11 jogos. Perdemos outros três (dois deles, em pleno Beira-Rio) e empatamos nada menos de cinco jogos. Não vencemos nem Ypiranga nem Passo Fundo, os dois clubes rebaixados à Segundona. E fizemos tantos gols quantos sofremos: 13. Tal campanha nos rendeu um aproveitamento pífio de 42%, que, em 2016, nos deixaria em 14º na Série B.


Quer me chamar de exagerado? Sem problemas, estou acostumado. Comecei a falar em rebaixamento quando o Aguirre foi mandado embora e passei o ano passado inteiro fazendo contagem regressiva. Nesses primeiros meses do anos, já ouvi bastante porque critiquei o Zago já nos primeiros jogos, quando ele insistia em repetir os erros cometidos por Argel e Roth. Pois os jogos passaram, o Inter praticamente não evoluiu, e está começando a cair a ficha pra uma turma que insiste em não enxergar o óbvio: estamos perdendo um tempo precioso.


Sei que o Zago pegou uma herança maldita, assim como sei que há jogadores que a torcida, simplesmente, não quer mais ver em campo. Também percebo que ele quer mudar completamente a forma de jogar do time (basicamente, do NADA para alguma coisa parecida com futebol). Porém, quando o ele deixa o Nico López no banco para escalar o Valdívia, ou quando tira o Uendel do meio-campo esperando que o Anselmo seja o armador, daí estamos falando de ESCOLHAS totalmente equivocadas de um treinador que, nesta altura do campeonato, deveria saber o que está fazendo.


Após a derrota para o Cruzeiro, Zago disse entender as cobranças do torcedor e destacou que o principal objetivo é recolocar o Inter na Série A. Nisso concordamos, mas uma coisa é certa: o Colorado precisa melhorar MUITO pra atingir esse objetivo. E isso passa não apenas pelo elenco de jogadores, que vem recebendo importantes acréscimos desde o início da temporada, mas, também, pela própria comissão técnica.


ESPN.com.br | Após derrota, Zago destaca objetivo principal: 'Voltar à Série A'



#VamoInter
#NadaVaiNosSeparar
#ClubeDoPovo