A voz do Povo é a voz do Inter

Ricardo Duarte
Ricardo Duarte

A atuação e o gol contra o Fluminense comprovam: Charles está voando e merece a titularidade


INTERNACIONAL 1-0 FLUMINENSE
Primeira Liga
Estádio Beira-Rio


A derrota pro Novo Hamburgo acendeu a luz amarela no Beira-Rio. Os dois gol sofridos em contra-ataques fulminantes evidenciaram a fragilidade do sistema defensivo do Inter e resultaram nas primeiras críticas veementes ao início de trabalho de Antônio Carlos Zago no clube. Houve quem considerasse um exagero e imediatamente saísse em defesa do técnico, reclamando, principalmente, da corneta do torcedor.


Pois a corneta, tão criticada nas redes sociais, gerou reações também no Colorado. E na partida seguinte, contra o Fluminense, pela Primeira Liga, viu-se em campo um time mais equilibrado, numa formação com três volantes e dois articuladores, que relembrou a famosa Árvore de Natal de Carlo Ancelotti. Com a defesa protegida e com D’Alessandro amparado, o Inter não apenas venceu o Fluminense como não sofreu gol, o que é ainda mais importante dado o momento psicológico do grupo, em que alguns jogadores ainda sofrem com o peso do rebaixamento nas suas costas.


ESPN.com.br | Charles marca, e Inter quebra invencibilidade do Fluminense na temporada


Acabei não conseguindo assistir ao jogo todo, somente aos 30 minutos finais, mas gostei do pouco que vi. E pedi ajuda a outros TORCEDORES para avaliar o rendimento dos jogadores colorados na partida.


A Paloma se empolgou com o gol do Charles e deu nota 10 pro guri. Pra ela, a atuação do Inter foi boa e ele "fez toda diferença". Mas dá pra entender, né? Quando ele entrou em campo, contra o Xavante, ficou claro que estava pedindo passagem e que não fazia sentido seguir investindo no Fernando Bob. Se esse gol e essa atuação contra o Flu servirem pra fazer do Charles o novo titular, o 10 é mais do que merecido.


Já o Roberson teve as piores avaliações: o Marco Andrei deu nota 3, e segue esperando que ele mostre a qualidade que justificou sua contratação. Pro Gabriel, o Roberson tem dificuldades principalmente na finalização e mereceu nota 4. Concordo com ambos e, infelizmente, acho que a gente não verá muita coisa mais não. É um jogador pra grupo e olhe lá.


Pelas manifestações dos torcedores, a defesa teve um bom desempenho. Ninguém citou o Danilo, especificamente, mas esse nem precisa mesmo: joga demais. Pro Victor, o Klaus tem aprovado no "vestibular colorado" e, até agora, é o melhor do setor. Recebeu um 7,5. Já o Paulão, que começou o jogo vaiado e terminou aplaudido, recebeu nota 6 do Henrique. Pro Marcelo, ele foi "seguro", jogando simples e sem dar chutões, e mereceu uma nota 6,5. O Marcelo considerou que o Paulão foi melhor que o Klaus, e será titular se não vier alguém melhor pra posição.


Nas laterais, Uendel recebeu uma nota 7 do Felipe, porque fechou bem os espaços atrás e apareceu muito bem como opção na frente, por vezes penetrando pelo meio. E a estreia do Alemão foi igualmente bem avaliada pelo Samuel: seguro na defesa e bem no apoio, mereceu um 7,5.


Pro Leandro, o Carlinhos entrou bem, com vontade e disposição, e pode ser uma opção pra esquerda. Realmente, ele fez uma boa parceria com o Uendel por ali, recebendo uma nota 6 do Henrique. O Henrique também avaliou o Valdívia com um 5,5 por ser participativo.


Por fim, D’Alessandro. QUE COISA BOA vê-lo novamente em campo com a camisa do Inter, né? Não bastasse fazer o time jogar, ainda nos premiou com LA BOBA após um domínio de bola espetacular. Joga demais! Pro Matheus, foi o organizador das jogadas ofensivas, colocando os atacantes na cara do gol, merecendo uma nota 8,5. Pra Zita, o D’Ale voltou com "vigor renovado" pra ser o líder do time em campo. E, como não poderia ser diferente, o Blog Andrés D’Alessandro reforçou que, mesmo aos 35 anos nosso capitão continua apresentando um "futebol acima da média", se destacando pela visão de jogo, domínio de bola e passes perfeitos.


Ricardo Duarte
Ricardo Duarte

Mesmo com 35 anos, com a bola no pé D'Alessandro ainda faz toda diferença


E aí, curtiu as avaliações dos leitores? Eu curti bastante. Tanto, que quero repetir para os próximos jogos do Colorado. Afinal, A VOZ DO POVO É A VOZ DO INTER.


Pode chamar de corneta, pode achar indevido que se critique o treinador num início de trabalho, mas é como diz o ditado: "gato escaldado tem medo de água fria". O torcedor ficou quieto vendo muita bobagem ser feita no clube em 2016 – bobagens, por sinal, que são relembradas diariamente por integrantes da atuação gestão, que as usa como desculpa para alguns problemas atuais (mas isso é assunto pra outro post). Como diria o Abelão, "o torcedor é soberano". E se o Inter quer mesmo ser O CLUBE DO POVO, ouvir mais o seu torcedor já seria um bom começo.


Saudações coloradas!


Internacional.com.br | Torcida apoia em vitória contra o Fluminense


#VamoInter
#NadaVaiNosSeparar
#ClubeDoPovo