Sem ser um acadêmico da bola, Portaluppi é um dos melhores técnicos do país

Renato é o maior personagem da história do Grêmio. Eterno camisa sete, ídolo como atleta, campeão do Mundo e da Libertadores da América sendo decisivo dentro das quatro linhas, segue agora construindo uma linda trajetória na casamata tricolor. Na vitória diante do Vasco da Gama, chegou ao jogo de número 150 como técnico do Imortal. Escrevi neste espaço e os comentaristas do Bate Bola Debate da ESPN Brasil concordaram comigo. Atualmente, Portaluppi comanda a melhor equipe do futebol brasileiro.


Tenho a convicção de que, embora ele mantenha com muito carisma a imagem de boleiro que não se preocupa com o conhecimento teórico, Renato Portaluppi também é um estudioso do futebol. Sem ser um acadêmico da bola, o maior ídolo da história do Tricolor nasceu para a profissão de técnico já com toda a experiência, sabedoria e malandragem que os anos de carreira profissional lhe propiciaram. Essa é a essência de uma das grandes virtudes que possui como comandante.


É complexo ser o técnico de 30 personalidades diferentes, advindas de diversas classes sociais e culturas. São variadas formas de ver o mundo juntas em um ambiente. No entanto, Portaluppi é um excepcional gestor de pessoas, sabendo os momentos certos e a melhor forma de cobrar seus jogadores, assim como a hora de ceder, conceder algumas regalias e dar moral para os seus comandados. Quando Renato diz que tem o elenco gremista nas mãos, ele não está cometendo nenhum exagero.


Fora isso, Renato tem auxiliares competentes ao seu lado e, nesta terceira passagem pelo clube, conta com a sabedoria de Espinosa como coordenador técnico. Portaluppi pode não se debruçar em longas leituras e cursos sobre a história e as teorias do jogo, que também são importantes, mas é um obcecado pelo futebol. Já afirmou que assiste todas as partidas possíveis e estuda muitos os adversários, fato revelado pelo grupo de jogadores.


Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Portaluppi tem conduzido com maestria a forte equipe do Grêmio


Pedro Geromel revelou após a vitória diante do Vasco que o técnico e a sua comissão sempre passam informações detalhadas sobre os adversários, o que ajuda e muito na tarefa dos jogadores dentro de campo. Em recente entrevista ao Bate Bola da ESPN Brasil, Portaluppi disse que não estuda na Europa, mas estuda aqui no Brasil. Observando a equipe do Grêmio atuando de forma dominante e encantadora, alguém ainda duvida da capacidade do nosso comandante?


Óbvio que se, Renato passasse uma temporada na Europa, aprendendo métodos diferentes sobre o esporte, provavelmente se tornaria um profissional mais completo. Porém, entre Porto Alegre e o Rio de Janeiro, entre a Arena do Grêmio e as praias cariocas, com o conhecimento inato de quem conhece futebol de forma natural e a maturidade que veio com o tempo, Portaluppi já pode ser considerado um dos melhores técnicos do Brasil.


É idolatrado como eterno camisa sete do Grêmio. E agora já merece todo o nosso respeito como técnico. Nos deu o Penta da Copa do Brasil e este ano certamente vamos competir com grandes chances na busca do hexa da Copa, do tri do Brasileiro e do tri da Libertadores. Renato Portaluppi é o cara! Vamos aproveitar a presença dele povo gremista, e lutar junto com o nosso ídolo por grandes conquistas.