Pelo Seu Reinaldo, finalmente deixei o Gauchão para trás

Novo Hamburgo/Divulgação
Novo Hamburgo/Divulgação

O título do Novo Hamburgo veio e o Seu Reinaldo finalmente descansou


Reinaldo Von Reisswitz, patrono do Novo Hamburgo e uma das personalidades mais conhecidas da história do Anilado, faleceu no último sábado, aos 94 anos. Sua vida sempre se confundiu com a existência do Nóia, dedicou-se de corpo e alma ao clube que sempre amou. Foi presidente, tesoureiro, diretor de futebol e presidente do Conselho Delibertativo.


Nos últimos anos, seguiu sendo um torcedor, e dos mais fanáticos. Dias antes da final do Campeonato Gaúcho, Seu Reinaldo saiu-se com a seguinte frase: “Que o meu Novo Hamburgo seja o campeão. E que seja logo, para eu poder ver”, soltando uma risada marota logo depois.


Por vezes a vida nos reserva histórias que só imaginaríamos ser capazes de acontecer nas telas do cinema ou nas páginas dos livros. O Novo Hamburgo conquistou o primeiro título gaúcho de sua existência. E, dias depois, Seu Reinaldo finalmente descansou. Seu último desejo tinha sido realizado.


“O futebol não é uma questão de vida ou de morte. É muito mais importante que isso”, disse certa vez Bill Shankly, ex-técnico do Liverpool.


Há quem diga que essa frase é um tremendo exagero. Discordo, futebol realmente é muito mais do que um jogo, é um modo de viver e ver o mundo. Estava precisando de uma motivação para finalmente deixar a eliminação no Gauchão para trás. Pelo Seu Reinaldo, agora sim, eu aceitei perder o título. É o futebol e as suas histórias maravilhosas, de poesias e sonhos.


O Novo Hamburgo emitiu comunicado oficial sobre Reinaldo:


"É com muita tristeza que informamos o falecimento do nosso grande patrono anilado Reinaldo Von Reisswitz. Nosso querido pediu, e os jogadores do Noia foram em busca do sonhado título de Campeão Gaúcho, esse título foi para você. Descanse em paz nosso Campeão Gaúcho.”