Outro 5 a 0 para fazer o torcedor do Grêmio sonhar alto

Grêmio Oficial
Grêmio Oficial

Outro 5 a 0, parecia Gre-Nal, só faltou o gol contra do Rever


Prestes a fazer o seu segundo jogo na Libertadores da América, o Grêmio embala e começa a pavimentar o caminho para atingir um nível extraordinário na qualidade do seu futebol. É claro que, para encarar os desafios longos e tortuosos que nos aguardam na temporada, é preciso que o elenco, comissão técnica e direção tenham sempre em mente e no trabalho do dia a dia a meta de seguir evoluindo. É preciso também ressaltar a baixa qualidade do adversário enfrentado, com todo o respeito ao Veranópolis, que honrou a sua comunidade e fez campanha digna no Estadual.


Feitas as ressalvas, o 5 a 0 deste sábado deu inúmeros motivos para o gremista sonhar com grandes conquistas em breve. A equipe comandada pelo nosso eterno camisa sete vem em franca ascensão e consolida um futebol extremamente competitivo e envolvente. A movimentação intensa dos jogadores, combinada ao toque de bola dinâmico, eficiente, e, quando necessário, vertical, cria o sistema de jogo com a simbiose perfeita. A objetividade aliada a posse de bola. Roger Machado foi importante na construção deste estilo, mas os méritos agora são todos de Renato Portaluppi.


Quando o coletivo está bem entrosado e as peças encaixam, as individualidades começam a aparecer. O Grêmio tem o onze inicial com muitos talentos, especialmente do meio para frente. E com boas alternativas no banco de reservas. Miller Bolaños comprova a cada partida que é diferenciado, um verdadeiro craque. Lucas Barrios entrou bem e fez gol típico de camisa 9. Importante para elevar a confiança do paraguaio, que é ótimo jogador, e possibilitar outro modelo de atuação, com a figura do centroavante mais fixo.


Quanto mais soluções diferentes forem sendo criadas, quanto mais alternativas para envolver os adversários, maior poder de enfrentamento o Grêmio terá diante dos rivais mais fortes no futebol brasileiro e da América Latina. Lembrando que encaramos um Campeonato Gaúcho sendo o único clube da Série A do Campeonato Brasileiro. O nível de todos os demais times é mais fraco que o nosso. O que aumenta a responsabilidade de ganhar o título. Já estamos na semifinal, escrevendo o roteiro para a taça com maestria.


E o maestro Portaluppi tem sido muito inteligente na busca de soluções. Quando perdemos Giuliano, o técnico emplacou Ramiro na posição, e o baixinho tem sido gigantesco dentro de campo. Marcação cerrada, cadência, lançamentos e sabedoria ao rodar a bola. Quando o toque de bola começou a degringolar, o comandante passou a utilizar Léo Moura no meio de campo. Toda categoria e talento do experiente jogador tem sido fundamentais para que o futebol voltasse a fluir com mais naturalidade no setor.


O sistema defensivo cada vez mais seguro, a volância dando proteção e saindo para o jogo com qualidade e os talentos em abundância do meio para frente. Na casamata, um técnico com conhecimento e o elenco na mão, além de boas opções na reserva. O recente Penta da Copa do Brasil, a volta do protagonismo tricolor, a evolução monstruosa nos últimos jogos, o Grêmio vem elencando motivos para o seu torcedor sonhar. Tomara que demorem bastante para nos acordar.