Renato precisa reinventar o Grêmio

Gazetapress
Gazetapress

Com desfalques, Renato precisa reinventar o Grêmio


Nas últimas duas partidas, dois empates duros, com Brasil de Pelotas e Veranópolis, o Grêmio mostrou um pragmatismo pouco objetivo que traz preocupação no desenvolvimento do time. Com desfalques, Renato precisa repensar suas estratégias para o clube.

Pra começar, Lucas Barrios. O atacante foi titular pela primeira vez, contra o Veranópolis, e sua presença mostrou-se como um corpo estranho dentro do esquema de jogo do Grêmio. Sem usar centroavante, um modelo que deu certo, o Grêmio parece não saber jogar com um camisa 9 de área.


No intervalo, Jaílson saiu para a entrada de Lincoln e o time melhorou, chegando ao empate logo no início da segunda etapa, em um lançamento perfeito de Ramiro e um golaço, de muita categoria, de Luan. Mesmo assim, o time seguiu seu pragmatismo, só melhorando quando Barrios saiu para a entrada de Everton.


Gazetapress
Gazetapress

Lucas Barrios: um corpo estranho no time


Sem centroavante de área, inexplicavelmente, todas as tentativas do Grêmio de vencer a partida vieram através de cruzamentos na área. Cruzamentos completamente inúteis, pra ninguém. Além disso, o Grêmio acabou a partida sem volantes em campo por opção do técnico. Mas sem Maicon, Michel e Jaílson são as duas opções reais disponíveis do elenco para a posição. É necessário contratar. Ramiro, que teoricamente é um volante, não atua mais na posição. Hoje é um jogador essencial para o Grêmio, como um ala/ponta/armador/marcador.

Desfalcado, necessitando mostrar consistência, Renato precisa se reinventar para fazer com que o Grêmio volte a ser objetivo e competitivo. Com o que mostrou nas últimas duas partidas, o time parece estar fora dos trilhos.


Gazetapress
Gazetapress

Gastón 'La Gata' Fernandez fez sua estreia pelo Grêmio