O bom senso na reintegração de Ferrugem ao Figueirense

Marcelo Cabo pediu em sua chegada há um mês, mas recebeu resposta negativa do superintendente Carlos Arini. Os resultados não vieram, as atuações foram decaindo e o treinador fez o mesmo pedido nesta segunda-feira: queria a reintegração do volante Ferrugem ao elenco principal do Figueirense.


Dessa vez, Carlito perdeu a queda de braço e o jogador volta a estar à disposição do time.


Afastado desde março, Ferrugem teve altos e baixos no Scarpelli. Sua melhor fase ocorreu no começo da Série A do ano passado sob o comando de Vinícius Eutrópio. Depois disso, caiu como todos os demais atletas e o time.


Dizem que o salário de Ferrugem é inviável para a Série B, mas pergunto: é melhor deixá-lo "recebendo" sem jogar ou colocá-lo para atuar?


Outra situação a se destacar é que o Figueirense não costuma pagar em dia os jogadores que não estão jogando. Logo, Ferrugem não receberia seu alto salário por estar afastado. Se faz falta em campo é outra história.


Ao menos, o alvinegro ganha um reforço de qualidade para seu meio-campo enfraquecido. A torcida agradece!