Marco Antônio tem tudo para ser o maestro do Figueirense na Série B

O namoro finalmente virou casamento e o meia Marco Antônio voltará a defender a camisa do Figueirense. Após a passagem exitosa em 2014, o camisa 8 (talvez 10 no atual time) tem tudo para ser o maestro do meio-campo alvinegro.


Com toque refinado e excelente aproveitamento nas bolas paradas, Marco Antônio é a nova peça da engrenagem que começa a provar sua capacidade. Apesar da derrota para o Guarani na terça-feira, os números comprovam a qualidade desse time e do trabalho do treinador Márcio Goiano.


Reprodução
Reprodução

Estudo demonstra elevado número de passes do Figueirense na Série B


Dos cerca de 400 passes por partida, o Figueirense acerta cerca de 90%, de acordo com pesquisa e estudo do meu querido amigo Ian Pacheco (@iancpacheco). Além disso, é o 4º melhor desarme da Série B.


Dessa forma, o futebol de chutões perde cada vez mais espaço com a postura adotada por Márcio Goiano. Foi assim em 2010 e voltará a ser em 2017.


Se faltava o meia, ele chegou. Marco Antônio assumirá a 8 ao lado de Jorge Henrique ou a 10, com o atacante voltando ao setor dianteiro. Luidy e Robinho são os mais cotados para deixarem a titularidade.


Independente da posição, sua função será arredondar ainda mais o passe e dar qualidade na bola, algo que o time ainda carece.


Seja bem-vindo, Marco Antônio!