Figueira cai na Copa BR, demite técnico e traz ídolo

Figueirense FC
Figueirense FC


A madrugada mais agitada dos últimos anos no Figueirense começou com a derrota e eliminação da Copa do Brasil diante do Rio Branco do Acre. O tropeço custou o cargo do treinador Marquinhos Santos.


Como a partida começou às 23h30, a queda ocorreu por volta das 2h da manhã. No entanto, o anúncio da chegada do novo comandante se deu antes das 9h desta quinta-feira. E o nome escolhido é o de Márcio Goiano.


Goiano foi zagueiro e capitão do alvinegro em temporadas vitoriosas. Aqui, também, começou sua carreira como treinador em 2010, conseguindo o acesso à Série A e revelando nomes como Roberto Firmino e Juninho. A base que conquistou a melhor campanha do time na elite em 2011, já sob o comando de Jorginho.


Passados sete anos, a carreira de Márcio Goiano não evoluiu. Contou, inclusive, com outra passagem pelo Figueirense em 2012, sem sucesso. Daquele trabalho, restou o lançamento de jovens promessas da base: William Pottker, Clayton e Bruno Nazário.


No entanto, a vinda de Márcio Goiano repete o filme do ano passado. quando a diretoria alvinegra trouxe Vinícius Eutrópio e Argel Fucks pelo aval que tinham com a torcida. Não deu certo e o final todos conhecemos.


Apesar disso, torço e gosto muito de Goiano por sua postura dentro e fora de campo. Capitão e líder nato, foi ele quem armou o último time do Figueirense que jogava bola. Não tinha chutão. Pelo contrário, recuou Maicon como armador, adiantou o posicionamento da zaga e decidiu boa parte dos jogos nos primeiros 15 minutos com forte marcação no campo adversário.


Obviamente, as peças são outras. Antes jogavam Maicon, Fernandes, Willian, Reinaldo, Túlio, Ygor, Lucas e agora teremos Everton, Josa, Dirceu, Juliano e cia.


Boa sorte e bom retorno ao capitão!


Seja bem-vindo de volta Márcio Goiano!