Que o Cruzeiro tenha entrado no G6 para não sair mais

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Sassá, metendo tanto gol assim, vai para a balada quando quiser!


Toda vitória é importante. Mas existem vitórias que trazem consigo mais do que três pontos. O trunfo do Cruzeiro sobre o Sport é um desses casos. Com a vitória, o Maior de Minas ultrapassou o próprio Sport e ingressou no G6 da competição, ocupando o 6º lugar, com 30 pontos. Esta é apenas a quinta vez que o time azul se encontra nesse grupo no Brasileirão 2017. Muito pouco para uma equipe com a folha salarial da Raposa e da tradição do clube.


Veja os gols de Cruzeiro 2 x 0 Sport



Mas além dos três pontos e da entrada no G6, essa vitória traz confiança e ânimo para a batalha de quarta-feira contra o Grêmio. Isso para jogadores, comissão técnica e torcida.


ESPN.COM.BR | Thiago Neves exalta confiança e prevê time “zero bala” na quarta


Copa do Brasil e Brasileirão são competições diferentes, mas o clima entre ambas influencia muito. Eu sou um dos maiores críticos do técnico Mano Menezes à frente do Cruzeiro. Por mim, ele teria sido demitido depois do vexame em Assunção e pela birra que fez com o Ábila. Mas como não sou presidente nem diretor de futebol do clube, fico aqui só com a minha corneta mesmo.


Mas tenho que reconhecer que, mesmo sem os três pontos nos últimos jogos, o time tem melhorado seu comportamento em campo. O setor defensivo, depois da entrada do Murilo, evoluiu significativamente e tem dado um pouco de sossego ao torcedor. O meio de campo, apesar das lesões, tem mostrado mais volume e alternativas. O problema, como sempre, segue o ataque: ora ineficiente, ora dependente só de um jogador (antes de Ábila, agora de Sassá).


A média do Sassá no Cruzeiro é absurda. O cara tem um gol a cada 2,3 finalizações. Até lembra os números do Ábila com a camisa azul. Só vejo com maus olhos que o resto do time parou de marcar e que ele não vai estar em campo na quarta.


Outro que estava sendo merecedor e que entrou e marcou foi Raniel. Tudo bem que a jogada do gol dele pareceu de pelada. Thiago Neves disputou a bola com a zaga, mas o rebote ficou com o menino. O jovem atacante limpou a jogada e chutou forte para marcar o segundo gol celeste, decretando a vitória estrelada. O que vale é a bola balançando a rede e a geral comemorando.


ESPN.COM.BR | Mano destaca importância de vitória contra o Sport e diz: 'Não se preocupe que nós vamos estar inteiros na quarta-feira'



Odeio este jargão, mas é preciso que a equipe estrelada vire a chave novamente para a Copa do Brasil. Na quarta tem decisão de uma vaga na final. O Grêmio que se cuide. Pode vir confiante e com a vantagem, mas saiba que aqui no Mineirão vai ter um time com uma camisa tão pesada que não dá para duvidar nunca!


E que na quarta o espírito seja este que o Mano demonstrou ao convocar a torcida ao fim do jogo!