Cruzeiro, ligue para o Dorival Júnior enquanto ele está livre no mercado

Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Dorival pode não ser o melhor técnico do mundo, mas pode ser o melhor técnico neste momento para o Cruzeiro


Mano, eu bem que tentei. Eu te defendi enquanto pude e acreditei. No começo da temporada, achei que teríamos um ano diferente. Que iríamos lutar por títulos e glórias. Que voltaríamos a jogar bonito. Mas hoje vejo que que me enganei.




Já se passaram o Mineiro, o vexame da Sul-Americana, o aperto na Copa do Brasil e agora o sinal amarelo no Brasileirão. Aos olhos de todos é possível perceber a limitação de movimentação e de estratégia do time do Cruzeiro. Até para o adversário isso já está escancarado. Como disse o Marcio Canedo, no Twitter, falta o básico: aproximação, compactação e transição.


ESPN.COM.BR | Brasileiro: Gol de Bahia 1 x 0 Cruzeiro



Entendo e compreendo que os desfalques estão prejudicando o time, mas já se passaram dez meses do Mano à frente da equipe. Não há padrão. Não há time. E o principal em qualquer equipe de futebol: não há alma.


E a escalação do time contra o Bahia foi mais que a gota d’água para o fim da paciência do torcedor para com o treinador. Para mim, de verdade, ele deveria ter sido demitido na vexatória eliminação para o Nacional do Paraguai. Ali foi o começo do fim dessa segunda ‘Era Mano’.


Thomas Santos/Agif/Gazeta Press
Thomas Santos/Agif/Gazeta Press

Mano, tchau e obrigado. Da forma que está não dá mais!


Por que inventar de colocar o Henrique na zaga sendo que tínhamos dois jogadores da posição no banco? São atitudes como essa que afastaram o apoio do torcedor com o time.


O jovem Murilo entrou depois da burrada do Mano e não comprometeu. O que atrapalhou o time foi a escalação do Henrique na zaga e a saída precoce do Ábila. Foi muita burrada para se consertar de uma vez só com um homem a menos e atrás no placar.


Perdemos para a Chapecoense (não só perdemos para a Chape, levamos um baile deles) na última rodada e nesta eles levaram de seis jogando em casa. Daí já dá para notar que o estilo e esquema do Mano não estão indo bem.


Diferente de 2015 e 2016, temos bons jogadores. Mas o time desandou ainda no Mineiro e, ainda mais, com as invenções do novo ‘Professor Pardal’. Hudson é o melhor roubador de bola do Cruzeiro. O que devemos fazer com ele? Tirá-lo da posição e colocá-lo para distribuir a bola. E que tal o usar de lateral? Melhor, já que não rendeu, vamos deixar ele no banco mesmo.


E o Ábila? Mete gol pra caramba, participa de todas as jogadas ofensivas do time, mas, sempre que puder, vamos sacar a nossa melhor opção de ataque e apostar em meias ofensivos para que eles resolvam.


Laterais? Vamos contratá-los, mas vou só improvisar na posição. Quero é só torrar dinheiro do Cruzeiro mesmo com jogadores medianos!


Perder para o Bahia é algo tão incomum para o Cruzeiro no Brasileirão que estamos para eles assim como São Paulo e Fluminense estão para nós. Quando não saímos com os três pontos contra o time da boa terra, pode saber que há algo de errado.


ESPN.COM.BR | Mano reconhece erro, chama a responsabilidade e garante resposta em breve


E não importa se neste jogo os atletas correram, deram sangue, suaram a camisa e se doaram com um a menos dentro de campo. O coletivo foi mal no geral. E isso não é culpa deles. É do comandante. Do técnico.


O próprio Mano Menezes deveria fazer como fez no Flamengo, pegar o seu boné e sair de fininho. E pode dar até a mesma declaração daquela época de que o time não conseguiu assimilar a sua filosofia de jogo. E não vai mesmo!




Chega de um Cruzeiro medroso, recuado e omisso dentro de campo. Não há muitas alternativas no mercado de treinadores, mas há uma boa opção. Dorival Júnior é um treinador que joga para frente, que usa bem os jogadores da base e que encaixa com a filosofia e o DNA do Cruzeiro.


Ao Mano, meu obrigado por salvar o time em 2015 e 2016. Mas não precisamos e queremos passar por isso pelo terceiro ano consecutivo.


Algo precisa ser feito e o momento é este. Se deixar mais para frente, pode faltar um bom treinador no mercado e poderemos estar no drama de chegar aos 45 pontos.


Por isso, Cruzeiro, ligue para o Dorival Júnior enquanto ele está sem time.