Cruzeiro x Atlético-MG não deveria ser mais clássico

Washington Alves/Cruzeiro
Washington Alves/Cruzeiro

Podem baixar a bola que quem manda em Minas é o time de azul!


"Êta, êta, êta, quem faz gol em clássico não é o Fred, mas sim o Arrascaeta!” Parafraseando o mito Galvão Bueno: ganhar é bom! Ganhar é sempre bom! Mas ganhar do time de Vespasiano é muito melhor!



  • Opiniões e comentários sobre o Cruzeiro? Siga-me do Twitter: @frankmartins




No dia da mentira, Cruzeiro e Atlético fizeram um jogo de verdade. Antes da partida, se fala que não tem importância, que é mais um jogo, que é Rural e que as duas equipes já estão classificadas. Tudo baboseira! Na hora que os jogadores estão em campo, o que vale é sair com os três pontos.






Do jeito que a partida foi nesta tarde de sábado no Mineirão, a Polícia Federal já disse que vai investigar o frango do Giovanni e do papelão do Fred! Quem manda o frango ser fraco? Já são sete jogos sem perder! Desde 2015 a freguesia tem razão! E já pensou se perdêssemos hoje? Ficariam 6 vitórias contra 1 derrota! Isso, para mim, não é rivalidade! Rivalidade tenho eu com a Mega-Sena! Seis entenderam?! Huahuahuahuahua


Washington Alves/Cruzeiro
Washington Alves/Cruzeiro

Todos os jogos entre Cruzeiro e Atlético-MG deveriam ser no Mineirão e com torcida meio a meio


Mas falando sério agora (mesmo tendo o Atlético-MG envolvido na conversa): como é bom ver o Cruzeiro ganhar e calar a boca da arrogância, da prepotência e do jogo sujo e de influência fora das quatro linhas.


ESPN.COM.BR | Thiago Neves marca, Fred é expulso, Cruzeiro bate Atlético e aumenta tabu no clássico


O Cruzeiro precisa ser mais forte nos bastidores do futebol regional e nacional. Isso é algo que o clube vem perdendo exponencialmente após a saída do Perrella. Quero deixar bem claro aqui que não apoio a volta do presidente mais vitorioso da história da Raposa. Só que a atitude nos bastidores precisa ser mais enérgica!


Sobre a partida, fazer o gol no primeiro minuto desestabilizou todo o plano de jogo do time do lado gelado da lagoa. O problema é Mano Menezes no minuto seguinte recuar a equipe. O Cruzeiro é um time que vai para cima. Que busca jogo e cria alternativas.


Assista aos gols de Cruzeirão Cabuloso Maior de Minas 2 x 1 Atlético-MG:




Compreendo que há jogos e jogos e que é preciso alternar posicionamentos e esquemas faz parte do futebol. Mas depois de marcar um gol logo de cara e ficar com um jogador a mais na primeira metade do primeiro tempo, temos que matar a partida e não dar chance ao azar.


Washington Alves/Cruzeiro
Washington Alves/Cruzeiro

Só existe uma legenda e hashtag para essa foto e para este homem: #ArrascaGolEmJogosContraOAtléticoMG


Enfim, Thiago Neves desencantou e marcou com a camisa azul. Amém! Espero que seja o primeiro de muitos na temporada. Antes da partida cantei a pedra que o Arrascaeta iria deixar a marca dele. Dito e feito! 



Outros destaques na partida foram Rafael Sóbis e Hudson. Sóbis, o Beckham brasileiro, entrou pilhado em campo. E como deve ser em clássico! Falou. Gesticulou. Discutiu com o juiz. Provocou adversários. Saiu da área para buscar e distribuir o jogo. E quase fez um golaço num chute no segundo tempo que passou cruzado no ângulo do time de preto e branco.


Washington Alves/Cruzeiro
Washington Alves/Cruzeiro

Sóbis, o Beckham Celeste. Só que joga mais que o sósia inglês!


Já o Hudson se mostrou um leão no meio de campo. O Henrique é titular absoluto da posição. Mas o jogador que veio emprestado do São Paulo já mostrou que, quando precisarmos dele, podemos contar com a mesma firmeza, marcação e seriedade na meiúca.


No final da partida não sabia se o Cruzeiro estava realmente com um homem a mais em campo, jogando no contra-ataque, ou se o time estava pregado. Isso me preocupou. Os últimos cinco minutos foram sofridos. Teve até atleticano comemorando gol. Sorte que era primeiro de abril e foi mentira!


Para nós, a primeira fase do Mineiro já acabou. Que jogue a próxima rodada com time misto, reserva ou sub-20. Não podemos dar ao luxo de perder nenhum titular. O foco agora é Sul-Americana e Copa do Brasil. Em 2018, tem que ter Libertadores para nós. E direto na fase de grupo!


E sobre o outro lado: deixem chorar. O gol anulado deles nos acréscimos foi exatamente igual ao do Cabral no primeiro tempo. E sobre interferência do juiz na partida que amarelou quase todo o rival, como disse o Marcos Rocha ao fim do jogo, o Cruzeiro teve 6 cartões amarelos contra 3. Contra fatos não há argumentos!


Só digo uma coisa: eles nunca serão como nós (mesmo contratando nossos ex-jogadores, dirigentes e técnicos) e sempre serão a chacota eterna do Mineirão de sempre!


Avante, Cruzeiro. Rumo ao, no mínimo, três títulos na temporada!


* vou comemorar, mas não considero a Primeira Liga um título.