Obrigado, Montillo, o eterno Pirata Azul

Olá, amigos.


Esses dias fomos surpreendidos com a notícia da aposentadoria precoce de Walter Montillo. Segundo as palavras do próprio argentino na coletiva de despedida, a luta contra seu próprio corpo teve seu capítulo final após sua 5ª lesão em 6 meses. Para não prejudicar mais seu time e seus companheiros e para poupar seu emocional de uma batalha inglória e psicologicamente devastadora, Montillo resolveu pendurar as chuteiras aos 33 anos.


Fico triste, sabe. Um pouco porque eu sei o quanto é sofrido ver o corpo não responder mais como na juventude. Além disso, Montillo já vestiu a camisa do meu time e a honrou como grande jogador que ele é. Uma pena que sua passagem foi curta e pouco satisfatória. Foi uma fase de grandes dificuldades e o Cruzeiro não jogava na sua casa, o Mineirão. E mesmo assim, conquistou um campeonato regional e o vice-campeonato brasileiro.


Talentoso e inabalável, mesmo com os problemas frequentes com seu filho Santino, o maestro que apelidamos de Pirata Azul ajudou o Cruzeiro a sobreviver a tantas turbulências e à falta do Mineirão. Montillo foi um verdadeiro Rei sem Coroa. E hoje gostaria de homenageá-lo trazendo aqui um antigo artigo que escrevi quando o argentino chegou ao Cruzeiro.


Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Eterno Pirata Azul



---------



04 de Julho de 2010
GANCHO NELES, MONTILLO!



Fala Galeraça do BC,
o Pirata Azul já está de malas prontas para o Maior de Minas. De comum acordo com La U, o Cruzeiro aguardaria apenas o time chileno finalizar sua participação na Libertadores para que este liberasse o armador argentino. Fato que acabou acontecendo ontem com a derrota em casa por obra do Chivas (não confunda as bebidas), num jogo que Montillo jogou muito e criou várias chances de gols.


Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Cruzeiro investiu R$ 6 mi para trazer o camisa 10 argentino


Agora, o meia terá sua chance de se tornar ídolo da Nação Azul se continuar apresentando seu futebol diferenciado, capaz de produzir lances geniais como aquela chapelada histórica em cima do ex-atlético Bruno. Ele cairia como uma luva num setor de campo que atualmente abastece o DM cruzeirense com excessiva frequência.


A data do retorno do Montillo ainda não foi confirmada. O rapaz ainda vai resolver aquelas pendengas burocráticas, atualizar visto de trabalho, fazer mudança etc. Isso leva alguns dias. Mas parece que a chegada está marcada para a próxima segunda-feira. Aguardemos! Já o Cruzeiro tem que correr para regularizar o Montillo no BID. E deve fazer o mesmo para o Farias, o atacante dos dentes de tecla, cuja chegada é prevista para amanhã (será?).


Correu um boato de que o Ribery estaria vazando para a Ucrânia e que no lugar voltaria o Guigol. Se isso se confirmar, podemos contar com um escrete campeão. Ainda mais com o Cucão adepto a um time extremamente ofensivo:


Fábio, Romulo, Edcarlos, Obama Azul, Diego Renan, Fabrício, Henrique, Pirata Azul, Guigol, Tecla e WP.



Que isso, fi!



Saluti Celesti



* obs.: O nome Pirata Azul foi citado pela primeira vez pela twitteira @nandaarruda em referência ao pirata do Rum Montilla.