Cruzeiro de corpo, alma e manto na luta pelas mulheres

Dia 8 de março é dia de lembrar da dura luta de cada uma dessas guerreiras que ainda sofrem com abusos . É dia de comemorar, dar um beijo na esposa, um abraço apertado na filha, sorrir para a irmã, dizer “mamãe, eu te amo”.


Mas também é uma data para lembrar que a vida para elas é mais dura, ainda repleta de preconceito e dificuldades impostas por uma sociedade que ainda custa a valorizar o importantíssimo papel exercido pelas mulheres.


Sem as mulheres simplesmente não haveria vida! E só isso deveria ser suficiente para qualquer habitante deste planeta alimentar sentimento de eterna gratidão. Nas não é isso que a gente percebe por aí, e as estatísticas de abusos e preconceitos continuam sendo extremamente crueis.


Site Oficial Cruzeiro
Site Oficial Cruzeiro

Numeração do Cruzeiro com estatísticas alarmantes da realidade feminina


Numa bonita ação de solidariedade e conscientização, o Cruzeiro vai entrar em campo nesta quarta-feira com uma novidade. Em parceria com a Umbro e a agência New360, o time celeste vai estampar na numeração dos jogadores, estatísticas extraídas pela ONG Azminas que ilustram as dificuldades do cotidiano feminino no Brasil.


Leia mais: Cruzeiro cederá espaço na camisa para expor realidade das mulheres 


Os números, extremamente chocantes, têm como objetivo chamar atenção para uma realidade que muitos ignoram ou insistem em não enxergar. Eu mesmo fiquei espantado em constatar a grande quantidade de mulheres que têm depressão pós-parto ou de quantas são assediadas diariamente na rua.


O Cruzeiro sabe da importância da mulher na história que tornou esse clube um gigante do futebol brasileiro, apoiando nas arquibancadas de forma apaixonada e vibrante, ajudando nas conquistas e consolando nas derrotas. E é por isso que se sente no dever de entrar na luta de corpo, alma e manto.


Valeu, Cruzeiro, pelo gol de placa!