3 mudanças capitais para o Corinthians de Carille

O Corinthians perdeu três titulares para o jogo contra o Coritiba na próxima rodada do Campeonato Brasileiro: Fagner e Romero receberam o terceiro cartão amarelo e terão de cumprir suspensão contra o Coxa, e Gabriel foi punido com dois jogos pelo gesto obsceno feito contra o São Paulo, no Morumbi. Tudo indica que Léo Príncipe herdará a vaga na lateral-direita e Paulo Roberto suprirá a ausência de Gabriel, mas a incógnita permanece para a vaga do atacante paraguaio.


Clayson e Marquinhos Gabriel lutam até agora por uma chance na equipe titular na ausência de Romero, porém, acredito que AMBOS merecem uma chance dentre os onze que iniciarão a partida no próximo final de semana. Jadson, que há tempos está apresentando um futebol de nível baixíssimo, está merecendo sentar um pouquinho no banco e rever seus conceitos de entrega em campo. Com isso, as duas vagas nas laterais de campo do Corinthians estariam vagas para o garoto Clayson e Marquinhos Gabriel.


Gazeta Press
Gazeta Press


Falando um pouco da volância corintiana, acredito que Paulo Roberto pode ser uma mudança positiva no quesito marcação contra o Coritiba. O volante é conhecido por chegar junto e não dar trégua aos adversários, características muito semelhantes às de Gabriel, que, cá entre nós, caiu muito de rendimento nas últimas partidas e tem aparecido mais pelas suas polêmicas extracampo do que pela qualidade apresentada dentro dele. Se repetir a atuação apresentada contra o Grêmio no primeiro turno, Paulo Roberto tem chance até de beliscar uma vaguinha no time. Quem diria...


Existem outras preocupações para o Timão nesse próximo confronto, devido aos desfalques que podem ocorrer devido à data FIFA: Balbuena defenderá a seleção do Paraguai e Cássio, a seleção brasileira. Ambos atuarão um dia antes da partida contra o Coritiba. Acredito que Cássio, por ser reserva na equipe de Tite, volta com condições de jogo, enquanto Balbuena deve voltar desgastado e pode ceder sua vaga para Pedro Henrique ou Léo Santos (deixo aqui minha clara preferência por Léo Santos). Caso Cássio não esteja recuperado, também estaremos em boas mãos com Walter.


É hora da equipe de Fabio Carille se reinventar, fugir do óbvio, já que os adversários estudaram o Corinthians suficientemente para entender como atuamos. Sem mudanças, não reencontremos o caminho das vitórias neste segundo turno. 


Siga a página no Facebook: Paixão Maloqueira