O que esperar de Clayson, o mais novo reforço do Corinthians

Clayson Henrique da Silva Vieira, ou apenas Clayson, é o mais novo reforço para o ataque corintiano na temporada. Após se destacar pela Ponte Preta no ano passado e no início de 2017, o jovem atleta recebe uma chance de defender o maior clube do país, e a maioria dos torcedores corintianos se questiona: será que Clayson é um jogador de qualidade para defender o Corinthians? Bom, vamos aos fatos.


Comecei a acompanhar Clayson em sua época de Ituano. O garoto foi reserva do Galo de Itu na campanha do título paulista de 2014, sem muito destaque entre os companheiros de grupo. Alguns conhecidos do atleta na ocasião afirmaram que o mesmo acabou se ‘deslumbrando’ um pouco com o título da equipe do interior e acabou mascarando um pouco seu futebol. No ano seguinte, sem muitas oportunidades no Ituano, Clayson foi negociado com a Ponte Preta.


No início, não convenceu a torcida da Macaca. Era um dos alvos de críticas da torcida e só conseguiu superar os julgamentos precoces em 2016, quando atuou em mais de 50 partidas e balançou a rede três vezes. Sejamos francos: Clayson não é a solução para o elenco corintiano, é apenas mais uma peça dentre outras, como Clayton, Léo Jabá e Marquinhos Gabriel. Se continuar na mesma toada que estava apresentando pela Ponte Preta nos últimos jogos, pode facilmente entrar na briga com Romero por uma vaga no time titular.


Conta muito a favor de Clayson sua idade. Mesmo já um pouco rodado no mundo do futebol, o atacante possui apenas 22 anos e pode amadurecer nas mãos de Carille, o treinador que tem como grande característica saber trabalhar com os jovens do grupo.


Não fiquei muito empolgado com sua chegada ao Timão, mas gosto de surpresas. Quem sabe o menino que se denomina “rápido e agudo” possa ser um novo fazedor de fumaça em campo, com mais qualidade que Romero com a bola nos pés, é claro. Boa sorte para Clayson!


Siga a página no Facebook: Paixão Maloqueira