Sair na frente e ceder o empate: a sina do Corinthians na Arena

Gazeta Press
Gazeta Press

Por que faz isso, Romerito?


Vivemos um bom momento com o até então desacreditado Corinthians de 2017. A estabilidade pairou sobre o Timão após o título do Paulistão, e a convincente atuação no Chile contra a La U provou que o time não está para brincadeira nessa temporada. E é exatamente por isso que necessitamos ficar atentos aos equívocos que têm sido recorrentes, como o estranho fato de ceder o empate para as equipes que nos enfrentam em nossa casa.


Parece uma crítica sem fundamentos, mas não é: nas últimas quatro partidas na Arena Corinthians, o Todo Poderoso saiu na frente, deu uma relaxada e sofreu o empate do adversário. Listemos na ordem: Internacional, São Paulo, Ponte Preta e Chapecoense. Tudo bem que contra as equipes paulistas nós já tínhamos a vantagem do jogo de ida debaixo do braço, mas contra o Colorado acabamos eliminados após o gol contra de Fagner e no último sábado a Chape acabou arrancando com Wellington Paulista os três pontos que pareciam garantidos.


Agora os corintianos se perguntam: mas o que tem causado essa desatenção do Corinthians para sempre ceder o empate ao adversário? Pois é. Às vezes, pode ser uma fatalidade, mas no caso corintiano eu creio que não. Parece que a equipe, sempre acostumada a ser audaciosa nos contra-ataques, acaba pecando na tranquilidade após abrir o placar, defeito que já é recorrente desde os tempos de Tite. Já conseguimos demonstrar que somos capazes de criar bons lances com a bola nos pés, com belas tramas de passes e com avanços inesperados de nossos laterais e volantes. Porém, esses elementos surpresas não podem deixar de acontecer a partir do momento em que o 1x0 aparece no placar. Precisamos manter a toada durante os 90 minutos! Propor mais o jogo para matar a partida quando surgirem as oportunidades. 


De qualquer maneira, não achei que o Timão deixou uma má impressão em sua estreia no Campeonato Brasileiro. Estamos na média e, quem sabe, poderemos surpreender. Para isso, precisamos ter foco e determinação de ajeitar os mínimos detalhes para cada vez mais sermos competitivos.


Siga a página no Facebook: Paixão Maloqueira