Tá difícil, Corinthians? Chama a base que ela resolve

Gazeta Press
Gazeta Press

Calma, Carille... Tudo está sob controle!


Sempre é complicado enfrentar a Ponte Preta no Moisés Lucarelli. A Macaca faz jogo duro e, quando possui um bom time como atualmente, é casca de ferida. Não foi diferente nesse domingo contra o Corinthians, mas o Timão tinha uma carta na manga que os ponte-pretanos não imaginavam: nossos garotos da base.


O Timão esteve longe de fazer uma partida brilhante. Com um time parcialmente misto em Campinas, sofremos um susto inesperado logo no primeiro tempo: Cássio, que vinha de ótimas aparições, falhou FEIO em cobrança de falta de Lucca, e a Ponte abriu o placar. Muitos já davam a partida como definida, mas, após lindo lance de pivô de Jô, o zagueiro Léo Santos, recém-promovido à equipe profissional, dominou como um atacante de ofício e mandou para o gol para empatar.


O que deu orgulho e felicidade aos alvinegros que pedem tanto por oportunidades aos garotos criados no terrão foi em certo momento do jogo assistir a uma linha defensiva criada por Guilherme Arana, Pedro Henrique, Léo Santos (que substituiu Balbuena, machucado) e Léo Príncipe, todos formados no Corinthians! O clube que era tão cobrado por não utilizar os moleques enfim abriu os olhos sob o comando de Fábio Carille e Osmar Loss.


O empate ficou de ótimo tamanho pelo futebol apresentado, e Carille pode enxergar pontos positivos e negativos na equipe contra a Macaca. Jadson está nitidamente fora de ritmo, e essas partidas complicadas são boas para dar continuidade ao trabalho de uma equipe linear e competitiva.


Na próxima semana, temos um duelo de completar tabela pela Copa do Brasil e um confronto fora de casa contra a Ferroviária fora de casa no domingo que vem. Que nosso treinador continue utilizando essa formidável filosofia de trabalho que está dando cada vez mais certo, e que o Corinthians continue correndo atrás de bons resultados, sendo regido por veteranos como Jadson e Jô e consagrado por garotos como Maycon e Léo Santos.


Siga a página no Facebook: Paixão Maloqueira