​Corinthians: reforços abaixo do esperado, mas que merecem voto de confiança

O Corinthians deve anunicar em breve os primeiros reforços pensando na temporada 2018: o atacante Júnior Dutra, que estava no Avaí, e o volante Renê Júnior, que disputou o Brasileirão pelo Bahia. Dutra por duas temporadas e Renê por três anos. Os dois estão em São Paulo e já fizeram exames médicos.​

Não são os reforços que o torcedor corintiano espera para a disputa da Copa Libertadores de 2018 e os outros campeonatos da temporada. Mas, com certeza, é o começo de uma janela que pode ser promissora se a diretoria conseguir 'peneirar' as boas oportunidades de negócio no período.


​Dutra e Renê merecem um voto de confiança, principalmente porque chegam, inicialmente, para compor o elenco e sem nenhum custo para o Corinthians. Os contratos estavam terminando quando eles escolheram Itaquera.


Gazeta Press
Gazeta Press

Renê Júnior chega como opção no meio-campo


O clube já está no mercado e deve seguir firme. Nomes como Diego Avelar (ex-Torino e Cagliari), Mena e outros nomes para substituir Guilherme Arana, que foi para o Sevilla, apareceram nos últimos dias.


Mena não me agrada porque simplesmente não deu certo em lugar algum e é muito fraco defensivamente. Danilo Avelar é uma aposta interessante, mas ainda assim acho que o Corinthians poderia conseguir colher bons frutos com Guilherme Romão, que comia a bola na base e estava emprestado para ganhar experiência.


O problema é o receio de colocar alguém que ainda esteja começando no Corinthians como titular em ano de Libertadores. Nisso​, penso que Carille tem razão.


P​ara a zaga, é urgente que o Corinthians se reforce. Alguém precisa fazer a linha de trás com Balbuena. Leandro Castán? Não sei. Tenho dúvidas sobre o momento físico e até técnico do zagueiro campeão da América em 2012. O Corinthians não tem dinheiro para fazer grandes aquisições e vai ter que se contentar, provavelmente, com contratações pontuais.


Gazeta Press
Gazeta Press

Mena, Corinthians? Sério?


Todo mundo sabe que o Corinthians foi campeão APESAR da atual diretoria, e não por causa dela. Fábio Carille e os atletas merecem todos os méritos, mesmo com as tantas dificuldades sofridas no começo da temporada. Eu não esqueci e espero que isso não se repita.


O período de transferências só começou. ​​E o Corinthians precisa​ de um time de verdade​, ​assim como o de 2017,​ se quiser ganhar algo ​também no próximo ano.​



Siga o blogueiro no Twitter: @kaioesteves e continue acompanhando o Coringão, pelo Facebook, na página Corinthiosidades