Clássico contra o Santos será teste de fogo para o Corinthians

Os tropeços contra equipes da parte de baixo da tabela e a vitória do Grêmio em cima do Sport no fim de semana acenderam o alerta em Itaquera. O Corinthians de Carille precisa voltar a vencer para evitar qualquer possibilidade de um vexame sem precedentes neste Brasileirão. E, por mais que a temporada tenha começado de uma forma totalmente diferente, o primeiro semestre deslumbrante da equipe alvinegra despertou uma certeza de vitória no fim dela. Certo ou errado, não tem como negar isso.


Por mais que manter os pés no chão seja importante, parte da torcida está bancando uma certeza que não tem. E isso é perigoso. O jogo contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro, será vital para o decorrer do campeonato. O Grêmio joga contra o Vasco, no Rio de Janeiro e, convenhamos, uma vitória dos gaúchos em solo carioca não seria nada anormal.


Se o Grêmio vencer e o Corinthians tropeçar, a diferença cai para quatro pontos e a briga pelo título fica aberta de novo. Carille está tendo tempo para preparar o time e descansar os atletas mais desgastados. A notícia boa é que podemos voltar a ter o 'time ideal' depois de oito jogos atuando com desfalques em várias posições.​


​Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. Este​ é o time que precisa derrotar o Santos na Baixada Santista para conseguir manter ou aumentar a diferença para o segundo colocado.


Este time foi escalado apenas em 11 dos 53 jogos da temporada e está invicto: sete vitórias e quatro empates - 75,7% de aproveitamento. Mesmo com o time pronto, o fato de o jogo ser em um alçapão preocupa muito. O Santos em casa já foi mais forte, mas continua sendo muito difícil de vencer. É um time letal quando consegue encaixar seu ataque e tem um dos melhores goleiros do Brasil defendendo sua meta.


Gazeta Press
Gazeta Press

Retorno de Pablo é importantíssimo pelo atual momento do Corinthians


A esperança é que Jô, como durante todo o ano, decida para o Corinthians. Pode ser um golzinho chorado ou dois tentos com propriedade. Tanto faz. A zaga com Balbuena e Pablo também traz uma segurança maior do que nos últimos jogos e isso vai ser muito importante em um campo mais reduzido.


Outra situação envolve o jogo no Rio de Janeiro. Vasco e Grêmio jogam no sábado e isso pode ser bom ou ruim na mesma propoção: se perder, o Corinthians entra em campo para aumentar a diferença ou mantê-la; se vencer, a pressão será maior em cima da gente para buscar os três pontos.


Talvez seja um dos confrontos mais importantes da temporada até agora, pelo momento e os resultados recentes de ambos os clubes. É hora de provar que temos competência e culhão para levar esse nacional.



Siga o blogueiro no Twitter: @kaioesteves e continue acompanhando o Coringão, pelo Facebook, na página Corinthiosidades