Não há apenas um culpado na eliminação do Corinthians

Erros, pressão, falta de definição da partida e eliminação. Neste momento de eliminação o que mais se encontram são culpados pela desclassificação para o Internacional, ontem, na Arena Corinthians, nos pênaltis. Diversos pontos precisam ser ressaltados numa análise um pouco mais fria.


O Corinthians teve oportunidades, chegou a abrir o placar com Maycon, mas depois desperdiçou muitas chances. O Inter também conseguiu criar, perdeu gols e conseguiu fazer o tento que levou o jogo para os penais. Na hora da decisão, os jovens Maycon e Guilherme Arana não conseguiram decidir e converter os pênaltis. Marquinhos Gabriel, que vive péssima fase no clube, mais uma vez deixou a desejar e também perdeu.


Como falei, há inúmeros culpados no jogo, mas não é justo apontar apenas um. Carille poderia ter mexido melhor, exigido maior precisão nas finalizações e ter evitado colocar Marquinhos Gabriel no jogo. Mas também não entra em campo. Os erros de passes exagerados continuam e o Corinthians perde muitas bolas bobas no meio-campo.


Gazeta Press
Gazeta Press

Não foi dessa vez, Coringão


Apesar de ser um time objetivo e eficiente, não é correto dar a bola para o time adversário jogar jogando em casa e depois de um empate fora por 1 a 1. O time pecou em abrir espaços e permitir que o Inter conseguisse criar durante boa parte dos 90 minutos.


Uma outra coisa precisa ser levada em consideração: as torcidas organizadas acenderam sinalizadores, o jogo parou, o time 'esfriou' e, na volta, o Inter conseguiu enganar seu estilo de jogo. Não acho que tenha sido o fator principal, mas contribuiu, até porque o Corinthians jogava bem antes do árbitro paralisar a partida.


O Inter pressionou bem no segundo tempo e achou o gol. O Corinthians mudou a postura só depois de levar o empate, mas não conseguiu garantir a classificação. Nos pênaltis, os cascudos (Jadson, Fagner e Jô) marcaram e Marquinhos Gabriel, Maycon e Arana perderam. Rodriguinho alegou cansaço e dor no joelho e ficou de fora da lista de cobradores. 


Enfim, são erros lamentáveis e que merecem críticas, mas podem fazer o Corinthians crescer para entrar no Brasileirão com mais pegada. O time evoluiu muito no comando de Fábio Carille, durante os quatro meses de comando, e acho que o treinador é subestimado por não ter nome forte na mídia.


Parabéns ao Inter, que ganhou na bola e jogou para isso. A nós, cabe lamentar e seguir em frente. Não é o fim do mundo e a temporada está começando. Podemos brigar pelo Paulista e domingo tem jogo decisivo. Não dá tempo para ficar lamentando muito.



Siga o blogueiro no Twitter: @kaioesteves e acompanhe o Timão, no Facebook, pela página Corinthiosidades