Com Rudiger, Chelsea deixa claro que o melhor ataque é a defesa

Getty Images
Getty Images

Rudiger chega com moral no Chelsea


Depois de aguentar semanas angustiantes e desanimadoras por conta da pouca ação dos Blues para 2017/18, o clube deixou o torcedor mais aliviado neste domingo (9). O motivo foi a confirmação da vinda do bom defensor Antonio Rudiger por cinco temporadas. 



Curta o Pride of London no Facebook



Não é o tipo de contratação que bomba nas redes sociais e deixa o torcedor empolgado, mas Rudiger é o clássico exemplo de atleta que chega sem muito alarde e que pode dar grande retorno. A expectativa é que o alemão, jogo a jogo, justifique seu valor dentro de campo. 


No Chelsea de Antonio Conte, o provérbio é o contrário: a defesa se tornou o melhor ataque. Foi sob um sistema defensivo sólido que os Blues engrenaram na temporada, portanto nada mais justo que aprimorar o que já está bom. Com as saídas de Terry e Aké, a contratação de Rudiger se fez ainda mais necessária, uma vez que Zouma era a única opção defensiva no elenco.  


Por mais que o trio David Luiz, Azpilicueta e Cahill tenham jogado o fino da bola em 2016/17, o zagueiro alemão entra forte na briga pela titularidade.


A quantia envolvida na transferência (cerca de 34 milhões de libras) e o fato de ter sido campeão pela Alemanha na Copa das Confederações são fatores que influenciam na hora de escalar a equipe principal. Caberá a Conte escolher, com base nos treinamentos, seus nomes de confiança para a zaga.


Se por um lado o sistema defensivo está reforçado, o Chelsea precisa fortalecer outros setores para se precaver em caso de lesões ou mesmo para rodar o time diante do calendário lotado de jogos a serem disputados. O lado esquerdo, por enquanto, tem apenas Marcos Alonso como opção. Seria o caso de dar a última cartada por Alex Sandro?


O Chelsea dará início à pré-temporada nesta segunda-feira. Temos uma ótima equipe, mas que ainda carece de algumas peças com objetivo de qualificar o elenco e, consequentemente, estar preparado para os principais objetivos para 2017/18. 


Willy Caballero e Rudiger foram as contratações óbvias. Agora é preciso recuperar o tempo perdido e ousar de vez no mercado.