O Arsenal fez o inimaginável: estragou Petr Cech

Quando o Chelsea levantou pela quinta vez a taça da Barclays Premier League, em 2014/15, Thibaut Courtois assumiu o posto de titular em grande parte da temporada, enquanto Petr Cech, por sua vez, atuou em poucas ocasiões.



Curta o Pride of London no Facebook



Por mais que o momento de Courtois fosse superior ao de Cech, o experiente goleiro não aceitaria tranquilamente sua posição na reserva - com toda razão. Então, antes do início da temporada 2015/16, o clube precisou tomar uma dura e ingrata decisão: manteve Thibaut como titular e, assim, assistiu Cech assinar com o Arsenal


Naquela ocasião, ver Cech com as cores do clube rival foi duro de aceitar, provavelmente tão ruim quanto o gol de Lampard, pelo City, diante do Chelsea.


Motivado a provar que José Mourinho tomou a decisão errada, o agora goleiro do Arsenal fechou o gol diante dos Blues pela Community Shield, dando assim a primeira vitória de Wenger sobre Mou em muitos anos.


Tudo apontava que Cech tiraria o Arsenal do ostracismo e vexames anuais, mas, na verdade, foi o clube do norte de Londres que causou a ruína de um dos maiores goleiros da história do Chelsea. 


Após o revés para o Liverpool por 3 a 1, uma estatística causou borburinho nas redes sociais: 20% dos gols que Petr Cech sofreu na Premier League aconteceram enquanto vestia a camisa do Arsenal. É um dado, no mínimo, absurdo, já que a carreira do goleiro em seu novo clube começou na temporada passada.


Getty Images
Getty Images

É, Cech, sua vida no Arsenal não está nada boa


Os números são assustadores: de 2004 a 2015, período em que Cech esteve no Chelsea, o goleiro sofreu um total de 241 gols. No Arsenal, por outro lado, de 2015 até março deste ano, o goleiro buscou a bola no fundo do gol em 61 oportunidades. 


É claro que o alto número de gols sofridos também passa pela péssima fase individual do arqueiro. Toda a segurança e tranquilidade de Cech permaneceu em Stamford Bridge, uma vez que, no Arsenal, o goleiro tem acumulado falhas bizarras, como na própria vitória do Chelsea há algumas semanas, quando deu a bola nos pés de Cesc Fàbregas, que marcou de cobertura.


Como todo fã da Premier League já está cansado de saber, o Arsenal é um clube difícil tanto dentro, mas especialmente fora de campo.


Sabe-se lá o que acontece dentro dos bastidores que afeta diretamente o rendimento dos jogadores dentro de campo. Além de Cech, por exemplo, Özil é outro que está sendo criticado por parte da torcida. Alexis Sánchez, em conflito com Wenger, também não deve permanecer por muito mais tempo na Inglaterra. Não pode ser coincidência.


Em simplesmente uma temporada e meia no Arsenal, todo o status que Petr Cech tinha está sendo destruído diante do péssimo rendimento do clube. É duro saber que, jogo após jogo, o goleiro tcheco seja considerado apenas bom e, veja bem, esteja alternando a titularidade com Ospina. Que fase.


O torcedor do Chelsea sempre terá inúmeras lembranças de Cech quando esteve nos Blues. Os torcedores jamais se esquecerão daquela noite em Munique. O Chelsea nunca será completamente grato por tudo que o goleiro deu ao clube. 


Custava cuidar de Cech com carinho, Arsenal?