De fiasco a protagonista: Pedro renasce no Chelsea

Há inúmeras razões pelas quais o Chelsea segue implacável nesta temporada, sendo a mudança no comando técnico talvez o fator mais relevante. Entretanto, nenhuma equipe alcança a liderança com folga sem destaques individuais. Neste caso, as ótimas atuações de Pedro tem sido o grande trunfo dos Blues em 2016/17.



Curta o Pride of London no Facebook



Não que Moses, Hazard, Diego Costa e o trio defensivo não estejam no mesmo patamar que o espanhol - muito pelo contrário -, mas o que destaca Pedro dos demais é a maneira como se reiventou dentro do Chelsea diante do fraco rendimento que foi em sua temporada de estreia.


Naquele conturbado início de 2015/16, o Chelsea, já sem explicações para a má fase, fez o que se espera de um clube rico: desembolsou 27 milhões de euros na contratação de Pedro Rodríguez, insatisfeito na reserva do Barcelona.


Apesar do valor relativamente alto, a vinda do atacante foi vista com bons olhos. Logo em seu primeiro jogo, diante do West Bromwich fora de casa, deixou sua marca e participou dos outros gols, mas o caos daquele Chelsea de Mourinho ofuscou seu futebol e Pedro caiu no esquecimento no restante do campeonato, inclusive sendo reserva em alguns jogos.


Getty Images
Getty Images

Antes questionado, Pedro agora é o nome da vez do Chelsea


O futebol, no entanto, oferece oportunidades para novos caminhos e histórias. Após a saída de Mourinho, Hiddink assumiu e Pedro voltou a ser importante, mas ainda era muito pouco para um jogador renomado e de alto valor. Eis que Conte chegou e tudo mudou.


Pedro batalhou pela titularidade a ponto de ganhar a vaga de Willian, que vinha de uma temporada exemplar. O atacante encaixou perfeitamente na proposta de Antonio Conte e tem feito o que sabe fazer de melhor: gols importantes e assistências. 


Ao todo, são onze gols e oito passes para gol. Quando Diego Costa e companhia não funcionavam na linha de frente, Pedro chamou a responsabilidade e marcou gols decisivos, como contra Manchester United, Tottenham, Burnley e, mais recentemente, o gol e assistência no triunfo frente o Swansea. 


Pedro não é um craque, mas sim um jogador diferenciado, sendo capaz de, num lance, mudar a partida como foi no golaço contra os Spurs e contra o Swansea, quando o jogo estava empatado. É exatamente isso que o torcedor espera de seu futebol.


A temporada 2016/17 do Chelsea está sendo marcada pelo modo como muitos atletas deixaram de ser questionados e lutaram pelo devido reconhecimento, como, por exemplo, David Luiz, Cahill e Moses.


No caso de Pedro, o camisa 11 consegue, jogo a jogo, mostrar que sua passagem nos Blues não será em vão. Caso o desfecho desta temporada seja acompanhada como deseja a comissão técnica e torcedor, o espanhol será lembrado, com toda razão, como um dos principais dessa campanha impecável do Chelsea.