Chelsea precisa ter cuidado contra o traiçoeiro Swansea

Antes de aprofundar sobre o próximo compromisso dos Blues contra o Swansea, neste sábado (25), em Stamford Bridge, vamos recapitular como foi a última semana do Chelsea.


Após o empate por 1 a 1 frente ao Burnley fora de casa - para uns, resultado normal; para outros, tropeço desnecessário -, os comandados de Antonio Conte trabalharam forte durante a semana para enfrentar o Wolverhampton, também longe de Stamford Bridge. Num jogo duro, em que prevaleceu a qualidade técnica, o Chelsea, com gols de Pedro e Diego Costa, eliminaram os Wolves.


No dia seguinte, o sorteio colocou frente a frente Chelsea e Manchester United, clássico que será disputado em março. Antonio Conte e José Mourinho estarão, mais uma vez, lado a lado numa partida em que promete acirrar ainda mais a rivalidade entre os clubes.



Curta o Pride of London no Facebook



Antes de pensar sobre a FA Cup, no entanto, a atenção do Chelsea volta a ser a cobiçada Premier League. Com oito pontos de vantagem e a doze rodadas para o término da competição, os Blues entram num momento crucial do campeonato: é vencer ou vencer


Na teoria, receber o Swansea City, na 15ª colocação, em Londres, não deveria ser motivo de preocupação diante do bom futebol praticado pelo Chelsea. Mas, especificamente na Premier League, qualquer vacilo pode ser fatal. 


Getty Images
Getty Images

No primeiro turno, Chelsea deixou País de Gales com um amargo empate por 2 a 2


Digo isso por uma simples razão: assim como o Burnley, o Swans teoricamente é um adversário chato, mas tranquilo de alcançar o resultado positivo. No entanto, especialmente nas últimas rodadas, o clube galês conquistou resultados, no mínimo, satisfatórios: derrotou o Liverpool, em pleno Anfield, por 3 a 2, além do bom triunfo diante do Southampton em casa. Por pouco não segurou o Manchester City no Etihad Stadium senão fosse pela estrela de Gabriel Jesus.


O empate contra o Liverpool - que poderia muito bem ter sido uma vitória - e o 1 a 1 diante do Burnley foram aceitáveis, afinal eram confrontos difíceis e a margem de diferença para o líder era maior. Agora, porém, um resultado negativo pode ser muito prejudicial, ainda mais com os Citizens, apesar da lesão de Gabriel Jesus, terem retomado o bom futebol e estão à espera de qualquer tropeço do líder para encurtar cada vez mais a diferença.


Vale lembrar que o próximo adversário da equipe de Pep Guardiola será contra o rival Manchester United, dentro de Etihad Stadium. Por se tratar de um clássico e conhcendo bem o estilo de Mou, a boa e conhecida retranca para segurar um empate será muito bem-vinda.


De qualquer maneira, o Chelsea precisa fazer a sua parte. No próximo sábado, contra o Swansea, com transmissão exclusiva nos canais da ESPN, os Blues  precisam manter a mesma pegada dos últimos jogos e não dar sopa para o azar, algo que frequentemente acontece na Premier League. Que venham os três pontos!