8 momentos inesquecíveis de Lampard no Chelsea

Quando 2017 chegou, não imaginava que me tornaria um redator nostálgico. Estamos apenas em fevereiro e já publiquei textos das despedidas de John Obi Mikel e Branislav Ivanovic. Na última quarta-feira (2), já me antecipei e disse para o torcedor se preparar para futuro adeus de John Terry. 


Leia mais: Prepare-se, torcedor: Terry será o próximo a dar adeus


Antes mesmo que pudéssemos nos preparar para a saída do camisa 26 ao término desta temporada, Frank Lampard roubou a cena nesta quinta-feira (3). Aos 38 anos, a aposentadoria do camisa 8 era certa, mas a notícia causou alvoroço, digamos, em todo o planeta.



Curta o Pride of London no Facebook



Não há muito mais o que falar sobre Frankie. Dizer que ele é apenas ídolo chega a ser ofensivo. Ele foi muito mais do que isso. Foram 13 anos de clube. 13 títulos conquistados. Maior artilheiro da história do clube. Lampard é um ícone. Uma lenda. Ele foi o cara que me fez enxergar futebol com outros olhos. Se hoje sou torcedor e tenho este espaço para falar do clube, ele, sem dúvidas, foi o maior responsável.


Diante de sua gigantesca história nos Blues, selecionei oito momentos marcantes do jogador. Não foi fácil.


#8 - Toque de classe contra o Hull City


Lampard não se resume a apenas petardos de fora de área. Houve momentos em que jogadas exigiam pela delicadeza e técnica. O camisa 8 não decepcionou, como, por exemplo, no belo gol contra o Hull City. 



#7 - Outra obra-prima de cobertura, desta vez contra o Barcelona


Era uma jogada morta. Lampard recebeu lançamento pela esquerda, mas deixou a bola escapar de seu controle. O camisa 8, então, enxergou a oportunidade de encobrir o goleiro adversário. Não deu outra.



#6 - Semi-final contra o Tottenham pela FA Cup


É falta do meia da rua. Geralmente é uma jogada para alçar a bola na área para os zagueiros e atacantes. Mas Lampard ajeitou a bola e provavelmente se perguntou: por que não arriscar daqui mesmo?


 


#5 - Gol do título contra o Everton pela FA Cup


A partida estava equilibrada e o Chelsea empatava contra o Everton por 1 a 1.  Jogos complicados, como aquela final, normalmente são decididos por jogadores que cheiram a gols decisivos. Naquela oportunidade, Lampard arriscou de perna esquerda e deu o título da FA Cup aos Blues.



#4 - Bolton 0 x 2 Chelsea - Duas vezes Frank Lampard e título da Premier League


30 de abril de 2005. O Chelsea jogava pelo título do Campeonato Inglês sob o comando de José Mourinho. A partida, disputada fora de casa, foi decidida por Lampard, que anotou dois belos gols para levar a taça da Premier League para Stamford Bridge. 



#3 - Aston Villa 1 x 2 Chelsea - Lampard se torna o maior artilheiro da história do Chelsea


A temporada 2012/13 não foi a das melhores para o Chelsea, mas definitivamente ficou marcada para Lampard. Contra os Villans, fora de casa, Lampard marcou duas vezes e se tornou o maior artilheiro da história do Chelsea, ultrapassando Bobby Tambling. 



#2 - O pênalti convertido na final da Uefa Champions League 


Muitos destacam as defesas de Cech e o pênalti crucial de Didier Drogba, mas a cobrança de Lampard, que atuou como capitão na ausência de Terry, na minha opinião, foi esplêndida. Que cobrança.



#1 - Pênalti convertido contra o Liverpool dias após o falecimento de sua mãe


Aquilo foi inesquecível. Um dos momentos mais emocionantes na história do futebol. Pat Lampard, sua mãe, faleceu dias antes do aguardado confronto entre Chelsea e Liverpool. Era o jogo que poderia levar o Chelsea à sua primeira final de Champions League e Lampard insistiu em participar da batalha.


Vestindo uma braçadeira preta, Lampard foi guerreiro em campo. Aos oito minutos do primeiro tempo da prorrogação, Hypia derrubou Ballack na entrada da área. Lampard pegou a bola e olhou fixamente para ela até o árbitro soar o apito. Correu para a bola, deslocou Reina e se lançou próxima da bandeirinha de escanteio para celebrar. Caiu no choro enquanto seus companheiros o abraçavam. Foi histórico. Tocante. Ali Lampard deixou bem claro que era muito além de um simples jogador. 



Obrigado por tudo, Lampard. Nosso eterno e lendário camisa 8.