É hora de ver ‘Golias’ tombar no estádio Bento Freitas

Chegou a hora.


Jeferson Guareze/Agif/Gazeta Press
Jeferson Guareze/Agif/Gazeta Press

Sem chorumelas: na Baixada, vai ter de ser na marra


A narrativa bíblica do duelo entre David e Golias é muito conhecida, até mesmo por quem nunca folheou as páginas do livro mais vendido do mundo. Porém, mais do que o cajado de David, o Brasil vai ter a Baixada lotada e a sequência de duas vitórias seguidas, contra Vila Nova e Juventude.


O Internacional, por outro lado, vive um dos piores momentos de sua história, senão o pior. Ainda patina na segunda divisão nacional e apresenta um futebol muito aquém do gigantesco investimento feito. Azar o deles.



Clique e curta a página Xavante da Baixada no Facebook



É hora de ver Golias tombar no estádio Bento Freitas. Enfraquecido, o gigante da Beira-Rio vai ter de suportar os milhares de Xavantes sedentos por vingança. Para a torcida a noite de sexta para sábado vai ser mal dormida. A ansiedade é enorme pelos gritos de gol atualmente (e há um bom tempo) entalados na garganta. A missão do escrete rubro-negro é clara: vencer ou vencer.


Afinal, o Brasil tem sérias dificuldades de enfrentar o Internacional. A última vitória em Pelotas foi em 1996. Em Porto Alegre a distância é ainda maior: 1984. A estatística comprova: em 110 duelos, o time da capital saiu vencedor em 69 deles. Em apenas 17 fomos nós - perdemos até para o empate (24). 


Azar dos números. Azar das probabilidades. Sorte a nossa: somos Xavantes!


Com merecimento, o Brasil de David vai derrubar o gigante Golias. Vai devolver de diferentes maneiras o 7 a 0 covarde no Gauchão de 2009, pouco menos de dois meses depois do acidente na RS-471 que vitimou três pessoas da delegação rubro-negra, entre eles Claudio Milar.


Vai borrar os calções de outras agremiações que historicamente tentam invadir a cidade de Pelotas e, atualmente, mais especificamente o caldeirão da Baixada. Não irão triunfar.


É, meus amigos, a vingança pela qual tanto esperamos.



Logo que Davi voltou, depois de ter matado o gigante, Abner levou-o perante Saul. Davi ainda segurava a cabeça de Golias. 


Saul lhe perguntou: “De quem você é filho, meu jovem?”
Respondeu Davi: “Sou filho de uma torcida apelidada 'Xavante', do estádio Bento Freitas”... 







Avante com todo o esquadrão!