Dortmund: Ginter pode se tornar o 'novo Veltman' de Bosz?

Com as notícias sobre a situação de Aubameyang cada vez mais escassas, o protagonista da seção ‘vendas’ do Borussia Dortmund nas últimas semanas tem sido Matthias Ginter. Bem cotado no mercado de transferências, tudo indica que o defensor seguirá bastante disputado nas próximas semanas.


Tudo que o torcedor do Borussia Dortmund quer no momento é despachar Matthias Ginter. Principalmente por conta do interesse de Hoffenheim e Tottenham em pagar cerca de 20 milhões de euros pelo defensor. Concordo que é um valor alto se comparado com o rendimento dele nas últimas temporadas, mas existe o contraponto.


Por que os bons técnicos Julian Nagelsmann e Mauricio Pochettino querem Ginter? Além deles, Tuchel sempre contou com o jogador, que virou também nome certo nas convocações da Alemanha. Há muito mais no esporte do que se vê nos jogos, e a impressão que tenho é que Matze Ginter acaba sendo subestimado pela torcida.


Getty Images
Getty Images

Ginter decepcionou, mas não deve ser tratado como descartável


Um dos problemas de Ginter no Dortmund foi nunca fazer uma grande atuação como zagueiro nesses três anos de clube. OK, talvez eu esteja exagerando, mas é fato que foram muito poucas as boas partidas do jogador no centro da defesa. Por outro lado, teve boas atuações como lateral-direito no primeiro semestre de Thomas Tuchel. Nessa conta ainda entram alguns bons jogos no meio-campo, à frente da zaga.


O que isso diz sobre Ginter? Nesses três anos, as impressões que ficam são: 1) se trata de uma opção importante para o elenco por sua versatilidade; e 2) a posição primária de Ginter não é na zaga. Vale o registro de que metade das partidas como profissional que fez pelo Freiburg antes de ser contratado foi no meio-campo, como primeiro volante.



Confira a edição #003 do podcast 19:09; falamos dos piores reforços do Borussia nos últimos anos.



O contexto também importa. Ginter falhou bastante na zaga, mas até que ponto o problema é individual, e não coletivo? Porque sejamos justos: Sokratis também falhou, assim como Bartra, Bender, Subotic e Hummels, nesse período em que Matze esteve no elenco. A defesa do Dortmund tem sérios problemas, e usar isso para dar o status de inutilizável a Ginter é uma responsabilização desonesta, mesmo que tenha sua parcela de culpa.


Nisso voltamos ao ponto central do texto: se os bons técnicos querem Ginter, por que a torcida do Dortmund torce tanto por sua saída? Para que o time fique com Bender e Subotic, dois jogadores que são, fisicamente, muito pouco confiáveis? Pode existir uma solução para o problema Ginter e o exemplo vem do novo técnico, Peter Bosz.


Getty Images
Getty Images

Para alguns críticos, Ginter virou o culpado de todos os problemas da defesa


Bosz teve uma experiência de muito sucesso no Ajax transformando Joel Veltman, zagueiro de origem, em um lateral-direito de confiança. Ginter é mais novo, foi testado e com sucesso na posição, adaptado ao clube e ainda tem o ‘bônus’ de poder atuar em outras áreas do campo. Se o técnico mantiver a proposta de sua passagem pelo Ajax, eu acho que seria muito viável a permanência de Matze como opção para a lateral. Piszczek está com 32 anos e as outras opções são Durm, muito inconsistente, e Passlack, que ainda é uma interrogação.


Nas últimas semanas foi confirmado um acordo preliminar entre Ginter e Hoffenheim, mas que o jogador ainda não quer bater o martelo na transferência. Primeiro o defensor deseja conversar com o novo técnico do Borussia Dortmund para saber se está dentro dos planos. De acordo com o SportBild, Ginter pode rejeitar uma transferência caso exista a possibilidade de seguir jogando pelo Borussia.


É preciso dar o braço a torcer e admitir que a reta final de temporada do Ginter foi muito boa, talvez o mais regular de toda a defesa. Não me importaria com a venda por esses altos valores especulados, mas precisamos concordar que se não for vendido, não é um desfecho tão trágico assim.



Curta a página do blog Muralha Amarela no Facebook


Siga @muralhaamarela e @wpaneque no Twitter