Kagawa brilha em nova vitória do Borussia

O Borussia Dortmund se reencontrou com a vitória depois do empate no clássico contra o Schalke. O Hamburgo, que ficou marcado como carrasco na 'Era Klopp', parece não ser mais o mesmo obstáculo de outrora.


Apesar de que em certo momento do jogo o Hamburgo pareceu pronto para aprontar, o Dortmund teve uma atuação segura. Não sofreu tanto na defesa, mesmo recuando mais do que o necessário, e foi eficaz no ataque para resolver o confronto. E o time deve muito a Shinji Kagawa.


Getty Images
Getty Images

Kagawa foi o destaque da partida


Kagawa teve um início de temporada ruim. Entre o banco de reservas e atuações medíocres, terminou o turno como descartável. Mas tudo mudou nos últimos meses. Hoje, não dá pra imaginar o Borussia Dortmund sem o japonês.


Ágil e com a inteligência dos velhos tempos, Kagawa comandou o time contra o Hamburgo. Sofreu a falta do belo gol de Castro que abriu o marcador. Apareceu bem na área para marcar o segundo e ainda lançou Aubameyang para que fechasse a conta. Essencial para o time, foi o melhor em campo.


O jogo do Dortmund consistiu nas criações do camisa 23. Isso porque o Hamburgo, por pior que seja, se fechou com cautela e anulou os lados do time. Dembélé e Emre Mor (que ganhou mais uma chance) se assanharam e tentaram resolver na base da ousadia, mas não foram suficientes. Não tiveram partidas ruins, mas esbarram em uma defesa forte.


Divulgação/Borussia Dortmund
Divulgação/Borussia Dortmund

Hamburgo carrasco? Parece que isso é problema do passado


O Dortmund não teve tanta dificuldade assim parachegar, mas é fato que a cobertura do Hamburgo funcionou e, quanto não deu certo, o próprio Borussia perdeu boas chances. Desnecessário citar que perdeu via Aubameyang, mas como sempre o gabonês fez sua parte nos minutos finais e compensou.


De novidade, o retorno da linha de quatro defensores. Por uma chance a mais para Mor, saiu Passlack, com Piszczek e Guerreiro voltando a atuar como laterais de ofício. No segundo tempo mais minutos para o próprio Passlack, que foi mal contra o Schalke mas parece ter entrado na agenda de Tuchel. Segundo jogo seguido que entra para ser observado.



Curta a página do blog Muralha Amarela no Facebook


Siga @muralhaamarela e @wpaneque no Twitter



O Dortmund dominou do seu jeito, recuando em certo momento e deixando o Hamburgo sonhar, mas não por isso teve uma vitória menos elogiável. Foi bom vencer bem antes do clássico contra o Bayern.


Pena que o Hoffenheim venceu o time bávaro, o que é ruim por dois motivos. Uma que eles seguem na nossa frente na tabela, outra que o Bayern ganha um motivo a mais para se motivar no fim de semana. A última vez que o time de Munique perdeu duas seguidas foi em novembro, quando caiu para Dortmund e Rostov.