Banfield 0-2 Boca: enfim, o futebol voltou

Após meses sem futebol, finalmente a Argentina voltou a respirar. A décima quinta fecha do Campeonato era esperada há meses e, com a recente crise finalmente resolvida, podemos seguir nossas vidas com alguma normalidade.


A segunda notícia é que a hinchada visitante foi liberada e 7.500 bosteros estiveram presentes, fazendo o Boca ser local ao longo dos 90 minutos.


Neste sábado, o Boca foi até o sur para enfrentar o organizado Banfield de Falcioni. No primeiro jogo oficial sem Carlitos Tevez, logo nos esperava um dos adversários mais difíceis e como visitante.


O Boca começou o jogo mal. Sem controle de bola e sem mudanças de ritmo. O Banfield teve um gol mal anulado (offside de Cvitanich) e até tinha maior posse. Mas por vezes os jogos são definidos pelas capacidades individuais dos jogadores. E foi em boa jogada de Fabra pela esquerda que o gol saiu dos pés de Benedetto - 1 a 0. Após o gol, o Boca ainda teve duas penalidades não marcadas pelo árbitro, que teve atuação ruim.


Com o gol marcado, a equipe xeneize conseguiu equlibrar os tons e Centurión dava trabalho para a defesa do Taladro. E assim passamos entre o final da primeira etapa e o começo da segunda.


Prensa Boca Juniors
Prensa Boca Juniors

Enfim, de volta: o futebol, a torcida e a rotina de vitórias


O segundo gol veio também de jogada individual, mas dessa vez com a participação de Barrios. O volante colombiano, que fez ótima partida, assistiu o camisa 9, que marcou o seu segundo gol no jogo e o décimo no Campeonato - 2 a 0 e vitória assegurada.


Mesmo sem brilhar, o Boca conquistou três pontos importantes para manter a liderança do Campeonato. Agora, três pontos à frente do San Lorenzo - segundo colocado - e seis do Newell's Old Boys, o terceiro.


Com metade do torneio jogado, além da liderança, o Boca é o time que mais venceu, mais gols marcou, menos jogos perdeu e está há 14 rodadas sem conhecer a derrota. Ainda assim, a melhor notícia é que, enfim, o futebol voltou.