Recorde: Benfica agora é campeão europeu em cinco modalidades diferentes

Divulgação/SL Benfica
Divulgação/SL Benfica

Hóquei em patins, futsal, futebol, triatlo e atletismo: Benfica conquistou a Europa em cinco modalidades diferentes, feito jamais alcançado por outro clube português


O Sport Lisboa e Benfica fez história neste domingo (23), em Banyoles, na Espanha. A equipe de triatlo das Águias, formada por Melanie Santos, Miguel Arraiolos, Vanessa Fernandes e João Pereira, sagrou-se campeã europeia da modalidade pela primeira vez. Somando esta grande vitória aos títulos já registrados no futebol, atletismo, futsal e hóquei em patins, o Glorioso se tornou o primeiro clube português e o segundo europeu a conquistar o continente em cinco modalidades diferentes. Antes, esta honraria pertencia somente ao Barcelona, campeão no futebol, futsal, hóquei em patins, handebol e basquete.


Em território catalão, os benfiquistas superaram o vice-campeão Poissy Triathlon e a terceira colocada Cidade de Lugo Fluvial, equipes da França e da Espanha, respectivamente. O formato misto - ou seja, com homens e mulheres integrando o grupo - é uma novidade da modalidade, que compreende natação, corrida e ciclismo. Este modelo de competição no triatlo estreará nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.


Divulgação/SL Benfica
Divulgação/SL Benfica

Equipe de triatlo do Benfica que conquistou o inédito título europeu de clubes da modalidade em Banyoles, Catalunha, Espanha. Da esquerda para a direita: Melanie Santos, Miguel Arraiolos, Vanessa Fernandes e João Pereira


O currículo da equipe de triatlo do Benfica impõe respeito. Vanessa Fernandes (31 anos) ganhou a medalha de prata em Pequim 2008, também foi campeã mundial em 2007 e foi pentacampeã europeia entre 2004 e 2008. João Pereira (29) é o atual campeão europeu da modalidade. Miguel Arraiolos (29) foi campeão europeu sub-23 em 2008 e esteve presente na Olimpíada do Rio de Janeiro 2016. Por sua vez, Melaine Santos (22) é apontada como a grande promessa do triatlo português na atualidade e é cotada para estar em Tóquio 2020.


Diante dos fatos, não há o que discutir: o Benfica é uma potência poliesportiva da Europa e do planeta. Nada apaga o que a História escreve.


Bicampeão europeu no futebol


Divulgação/Uefa
Divulgação/Uefa

O ano de 1961 marcou o primeiro título continental da história do Benfica. Ele veio justamente no futebol, modalidade mais antiga do clube


Os primeiros títulos continentais do Benfica vieram no futebol, modalidade mais antiga do clube, com o bicampeonato da Taça dos Campeões Europeus, atual Uefa Champions League, em 1960/1961 e 1961/1962. E são os mais conhecidos mundo afora.


Na primeira campanha, o time de Béla Guttmann despachou Hearts (Escócia), Újpest (Hungria), Aarhus (Dinamarca) e Rapid Viena (Áustria). Na decisão, em Berna, na Suíça, superou o Barcelona de Kocsis, Czibor, Evaristo de Macedo, Luis Suárez (este era espanhol; favor não confundir com o uruguaio) e cia. por 3 a 2.


Na temporada seguinte, esta que contou com presença do lendário Eusébio, eliminou Áustria Viena (Áustria), Nuremberg (Alemanha) e Tottenham (Inglaterra). A vítima na final, jogada em Amsterdã, na Holanda, foi outro time espanhol, o lendário Real Madrid de Puskás, Di Stéfano, Santamaria, Gento e cia. O resultado foi uma vitória maiúscula de 5 a 3.


Pentacampeão no atletismo


Divulgação/SL Benfica
Divulgação/SL Benfica

António Pinto (esquerda), Joaquim Silva (centro) e Henrique Crisóstomo (direita), campeões europeus de atletismo de estrada com o Benfica em 1990. Juvenal Ribeiro não está na foto porque não ficou no pódio individual da prova. Por outro lado, ele fez parte da equipe vencedora


Implantado no clube em 1906, o atletismo é a segunda modalidade mais antiga do Benfica, superada apenas pelo futebol - que veio juntamente com a fundação da instituição, em 1904. E é a que mais rendeu títulos internacionais ao Maior de Portugal.


Os Encarnados foram campeões europeus da categoria estrada cinco vezes, em 1988, 1989, 1990, 1991 e 1992. Rigorosamente pentacampeões.


De acordo com o portal Ser Benfiquista, as equipes vencedoras de atletismo de estrada do Velho Continente foram: Henrique Crisóstomo, Manuel Matias, Cidálio Caetano e Delfim Moreira (Verona/Itália 1988); António Pinto, Paulo Catarino, Manuel Matias e Henrique Crisóstomo (Verona/Itália 1989); Joaquim Silva, António Pinto, Henrique Crisóstomo e Juvenal Ribeiro (Lisboa/Portugal 1990); Joaquim Silva, António Pinto, Paulo Catarino e Luís Jesus (Mealhada/Portugal 1991); António Pinto, Paulo Catarino, Henrique Crisóstomo e José Regalo (Quarteira/Portugal 1992).


Tamanha tradição no atletismo nos faz compreender os excelentes resultados no triatlo hoje.


Equipe de futsal foi campeã em casa


Divulgação/Uefa
Divulgação/Uefa

Anfitrião das finais da Uefa Cup Futsal 2009/2010, Benfica arrastou multidões e se sagrou campeão


O Benfica é a única agremiação portuguesa campeã da Copa Uefa de Futsal, o torneio interclubes mais importante do Velho Continente na modalidade.


A campanha de 2009/2010 rendeu uma classificação sem sustos na fase inicial, com vitórias sobre Stars Budva (Montenegro), Viten Orsha (Belarus) e KMN Puntar (Eslovênia). Na segunda fase, triunfos frente ao Poptican (Croácia) e Mariène (Holanda) e um empate suado com o Viz-Sinara Ecaterimburgo (Rússia) foram o suficiente para a classificação ao mata-mata.


Na "hora da verdade", as Águias tiraram proveito do fator casa: o Pavilhão Atlântico sediou a fase final da competição. Superaram a Luparense, da Itália, em jogo bastante movimentado, pela contagem de 8 a 4. A final, por sua vez, foi um verdadeiro teste para cardíaco: o título inédito veio na prorrogação, em um ginásio lotado por 15.700 torcedores, com vitória de 3 a 2 sobre o clube espanhol Inter Movistar.


Títulos do hóquei em patins também vieram em Portugal


Divulgação/SL Benfica
Divulgação/SL Benfica

Equipe de hóquei em patins do Benfica tem dois títulos europeus, conquistados contra os compatriotas Porto e Oliveirense. Na foto, a festa de 2016


Assim como no futebol, o SLB também tem dois títulos europeus no hóquei em patins. O grito de campeão saiu da garganta nas temporadas 2012/2013 e 2015/2016.


Na fase inicial da campanha da primeira conquista, os Encarnados lideraram um grupo com Reus Deportiu (Espanha), Viareggio (Itália) e Cronenberg (Alemanha). Nas quartas de final, jogadas em ida e volta, eliminaram o Noia, também da Espanha, com empate em 3 a 3 na ida e goleada de 7 a 0 na volta. Na semifinal, venceram o Barcelona por 2 a 1, nos pênaltis, após empate em 4 a 4. Não poderia haver desfecho melhor que um triunfo contra o arquirrival Porto, na Cidade do Porto, com gol de ouro: 6 a 5. Haja coração.


A trajetória rumo ao segundo troféu teve classificação sem sustos na fase de grupos. Os lusitanos lideraram uma chave com Pati Vic (Espanha), Bassano (Itália) e Mérignac (França). Nas quartas, mais um espanhol pela frente, o Vendrell. E a classificação foi suada, com vitória por 5 a 3 longe de casa e empate em 5 a 5 em Portugal. O Barcelona apareceu novamente no caminho. E veio outro triunfo nos pênaltis: 2 a 1, depois de igualdade em 1 a 1. A vitória do título veio no Pavilhão da Luz, contra outro clube português, o Oliveirense: 5 a 3.


A final da Liga Europa de Hóquei em Patins sempre é realizada em jogo único, na casa do time de melhor campanha.