Taça de Portugal: oportunidade para o Benfica encerrar a temporada com chave de ouro

Getty Images
Getty Images

Benfica e Vitória de Guimarães se reencontram 15 dias depois da goleada dos Encarnados por 5 a 0, resultado que deu aos lisboetas o inédito tetracampeonato nacional


Dizer que seu time vai jogar no Jamor é sinal de prestígio em Portugal. Afinal, o Estádio Nacional do Jamor é, todos os anos, palco da final da copa nacional, jogo de encerramento da temporada do futebol português. A praça esportiva fica no vale do rio Jamor, em Oeiras, na Grande Lisboa, e é propriedade do Instituto Português do Desporto e Juventude. Foi inaugurada em 1944 e tem capacidade para 37.593 pessoas. A arquitetura do estádio é inspirada no Estádio Olímpico de Berlim.


Para a alegria da maior torcida de Portugal, o Sport Lisboa e Benfica estará no Jamor. As Águias decidem, neste domingo (28), contra o Vitória de Guimarães, a edição 2016/2017 da Taça de Portugal.


Tetracampeões da Liga, os lisboetas miram a 26ª conquista da Taça e a 11ª dobradinha de sua centenária e gloriosa trajetória. Oportunidade para fazer mais história em uma temporada já histórica. E para fechar a época 2016/2017 com chave de ouro.


Já os vimaranenses, que ficaram em quarto lugar na Liga, querem coroar sua melhor temporada em número de pontos no campeonato nacional (62, marca igual à de 1995/1996) com um título.


Jogo sem favoritos


Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Benfica e Vitória de Guimarães prometem fazer uma grande final


No último encontro entre o time da capital e o escrete do norte, os Encarnados golearam impiedosamente. O 5 a 0 do último dia 13 de maio, no Estádio da Luz, ficará eternamente gravado na história do SL Benfica como o jogo do inédito Tetra.


Mas, por enquanto, esse resultado deve ser deixado de lado. O Vitória vem disposto a se sobressair na revanche e a trazer a segunda Taça de Portugal para o seu armário. Tem um grupo qualificado, conforme já alertamos, para escrever uma história diferente quinze dias depois do vareio de bola sofrido em Lisboa.


Além disso, a atmosfera será completamente diferente: uma decisão que vale troféu para ambos e é disputada em campo neutro.


Uma partida de tamanha grandeza requer concentração máxima.


"Vai ser um jogo completamente diferente, com uma envolvência diferente. Nada do que fizemos (no 5 a 0) nos traz alguma vantagem", destacou o técnico Rui Vitória na coletiva pré-jogo.


Pedro Ribeiro/SL Benfica
Pedro Ribeiro/SL Benfica

Benfica divulgou o uniforme a ser usado na decisão da Taça de Portugal 2016/2017


"Vencer o campeonato nos traz a confiança necessária de quem foi campeão e de quem ganhou um conjunto muito largo de jogos", admitiu. Mas "vale a pena recordar que, entre 160 times, ficaram o Vitória de Guimarães e o Benfica aqui, por isso não há favoritos. São duas equipes que só querem ganhar", confrontou.


Do outro lado, Pedro Martins revelou que não tira a final da cabeça. "Estive pensando exclusivamente nesse jogo por 15 dias", disse na conferência de imprensa.


O comandante vitoriano também afirmou que, nessas horas, o aspecto psicológico conta tanto quanto o técnico. "Acima de tudo, o que se pede é um controle emocional", atestou. "Tenho todos os jogadores disponíveis, e isso é muito importante", pontuou.


Samaris disponível


Getty Images
Getty Images

Após recurso do Benfica, Samaris poderá jogar a final da Taça de Portugal


Antes suspenso por quatro jogos de competições nacionais pelo Conselho de Disciplina da liga de clubes de Portugal, por ter agredido o zagueiro do Moreirense, Diego Ivo, o volante Samaris poderá disputar a final.


O Conselho de Justiça acatou um recurso apresentado pelo próprio Benfica e liberou o cabeça de área, que, desde já, fica à disposição de Rui Vitória para a grande decisão.


Mais à frente, o Conselho de Justiça irá se pronunciar sobre Samaris. Evidentemente, o caso transitará para a próxima temporada. As informações são do portal português Mais Futebol.


Rui Vitória busca marcas históricas


Reprodução/SL Benfica
Reprodução/SL Benfica

O técnico do Benfica, Rui Vitória, pode quebrar mais recordes pessoais


Quando o Benfica carimbou o passaporte para o Jamor diante do Estoril, em um encardido empate em 3 a 3, no Estádio da Luz, nós recordamos que o embate com o Vitória SC no Jamor é um jogo cheio de lembranças para Rui Vitória. O atual comandante das Águias triunfou na Taça de Portugal de 2012/2013 pelos Conquistadores, justamente contra o Benfica, à época treinado por Jorge Jesus.


Em caso de título, Rui será o primeiro técnico da história de Portugal a ganhar a Taça em finais semelhantes, mas por clubes diferentes. E, de quebra, entrará para o grupo seleto de treinadores os quais guiaram o Glorioso em dobradinhas.


A "casadinha" Liga + Taça já foi conquistada pelo brasileiro Otto Glória (1954/1955, 1956/1957 e 1968/1969 - recordista), pelo sueco Sven-Göran Eriksson (1982/1983), pelo português Jorge Jesus (2013/2014 - nesta temporada, o SLB também copou uma Taça da Liga, configurando-se uma inédita "Tríplice Coroa"), pelos húngaros János Biri (1942/1943), Lajos Czeizler (1963/1964) e Lajos Baróti (1980/1981) e pelos ingleses Jimmy Hagan (1971/1972) e John Mortimore (1986/1987).


Quatro chefes já coparam a Taça de Portugal por escretes diferentes: o brasileiro Otto Glória (Benfica e Belenenses), o angolano Fernando Vaz (Sporting e Vitória de Setúbal), o português José Maria Pedroto (Porto e Boavista) e o inglês Jimmy Hagan (Benfica e Boavista). Se Rui Vitória levar a melhor sobre Pedro Martins no Jamor, entrará na lista. Caso contrário, Pedro será o 33º técnico português diferente a conquistar a Taça de Portugal.


Novidade em Portugal: o árbitro de vídeo


Reprodução/Fifa
Reprodução/Fifa

Final da Taça de Portugal, entre Benfica e Vitória de Guimarães, terá árbitro de vídeo


Um fato histórico já está garantido no Jamor: a estreia do árbitro de vídeo em Portugal. Um atrativo a mais para o jogo. O recurso tecnológico tem sido visto com bons olhos por diversos fãs e estudiosos do futebol ao redor do mundo.


Contudo, tal fato não impede um conservadorismo de certa parte. O árbitro da final, Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa, garantiu que, embora o público espere que o vídeo-árbitro provoque alterações profundas no andamento do jogo, o trio de arbitragem irá se esforçar ao máximo para guiar o embate "à muda antiga". "Havendo essa ajuda dos meios tecnológicos, que o futebol só tenha a ganhar com isso", desejou o juiz em entrevista à Federação Portuguesa de Futebol (FPF).


Hugo Miguel explicou que haverá dois tipos de comunicação com a equipe responsável pelo aparato. "Ou dizer ao árbitro de campo que a sua decisão está totalmente errada e ele tem que mudar ou deixar o árbitro ver a imagem", frisou.


O vídeo-árbitro será operado por Jorge Sousa e Artur Soares Dias.


Outras curiosidades envolvendo a final


Reprodução/SL Benfica
Reprodução/SL Benfica

'Ataque à dobradinha': Benfica busca seu segundo título na temporada


A emissora portuguesa RTP vasculhou a história da Taça de Portugal e encontrou uma infinidade de curiosidades que giram em torno da final deste domingo, a 77ª da história da competição.


Dois fatos elencados pela RTP são assombrosos. Assombrosos mesmo.


O Benfica, pasmem, ainda não venceu o Vitória de Guimarães pela Taça neste século XXI! O último triunfo foi um 3 a 2, na prorrogação, em 1996. Há 21 anos! Nos últimos três jogos, três triunfos dos vimaranenses.


Por outro lado, os vitorianos já levam três temporadas seguidas sem balançar as redes contra os benfiquistas. A última vez foi justamente naquela virada de 2 a 1, na final da Taça de 2013. Se não fizer gol neste dia 28, ampliará o jejum para quatro anos...


Cada um tem um fantasma para exterminar.


As outras curiosidades envolvendo a grande decisão entre SL Benfica e Vitória SC estão aqui.


Que a história de 2017 seja diferente da de 2013. Que o último voo da Águia em 2016/2017 seja glorioso.