Um mês depois, o que Heynckes mudou no Bayern?

Hoje, dia 6 de novembro, completamos um mês do anúncio oficial da volta de Jupp Heynckes ao cargo de treinador do Bayern de Munique. Conforme falado aqui - e por muitos torcedores e jornalistas -, as expectativas deveriam ser comedidas e sem grandes pretensões. Mas, com o futebol exibido pelos bávaros nas partidas recentes, os torcedores podem começar a sonhar um pouco mais alto.


Desde a chegada de Heynckes ao time, após o empate por 2:2 contra o Hertha Berlim, foram seis vitórias e um empate seguido de uma vitória nos pênaltis, com 17 gols feitos e apenas três sofridos. Se considerarmos apenas a Bundesliga, os números ficam ainda mais impressionantes: quatro vitórias em quatro jogos, com 11 gols feitos e apenas um sofrido.


A comparação com Ancelotti é interessante. No Campeonato Alemão, o treinador italiano comandou o time em seis jogos (quatro vitórias, um empate e uma derrota), com 14 gols feitos e quatro sofridos. Um aproveitamento pior que de Heynckes, mas não muito abaixo do alemão.


Getty Images
Getty Images

Com pouco tempo de treinamento, Heynckes conseguiu dar uma nova energia ao time em campo


A grande diferença é demonstrada em campo. O time está muito mais sólido defensivamente e com mais alternativas para furar a defesa adversária no ataque. Além do esquema tático mais consistente e com menos invenções, isso se dá principalmente pela melhora de desempenho de algumas peças desde a volta de Heynckes.


Coman deu um salto nítido em suas exibições, se tornando um dos principais jogadores no ataque bávaro, com dois gols e duas assistências em cinco jogos, e vem se tornando um grande nome para o futuro do time. Alaba voltou a ter boas exibições depois de muito tempo e dá sinais de recuperação. Enquanto isso, Javi Martinez finalmente voltou a sua posição de origem como volante e vem dando mais estabilidade à defesa. 


Getty Images
Getty Images

Coman voltou a crescer com Heynckes e mostra evolução


Até mesmo o tão criticado Ulreich está fazendo partida após partida em altíssimo nível, até mesmo dando uma assistência na Champions League, aliviando a falta de Neuer até janeiro. Uma pena que Müller, que havia já havia feito duas boas partidas com Heynckes, tenha se lesionado contra o Hamburgo, após dar a assistência que levou ao único gol da partida.


Claro que devemos ressaltar que muitos desses jogos foram contra adversários mais fracos ou jogando com um homem a menos. Mas outros foram partidas complicadas, inclusive fora de casa contra Celtic, Leipzig e Borussia Dortmund, esse último uma verdadeira partidaça pelos bávaros.


Getty Images
Getty Images

Vencer o Borussia Dortmund e o Leipzig fora de casa deram ainda mais moral para o Bayern


Sem nos esquecermos da tabela da Bundesliga. Depois de apenas quatro rodadas, o Bayern ultrapassou o Borussia Dortmund na ponta da tabela e agora está com seis pontos de vantagem para os aurinegros e quatro pontos de vantagem em cima do RB Leipzig, vice-campeão da última temporada.


Claro que tudo isso não muda muitos fatos que acompanhavam o time no inicio da temporada continuam: elenco enxuto, com poucas peças de reposição e com carência em algumas posições. Porém, depois do que foi exibido em um mês, ao menos o torcedor do Bayern pode confiar que a temporada será mais tranquila e trazer muito mais do que esperávamos.