Pela primeira vez, Bayern chega pressionado para a Supercopa

Depois de péssimos resultados na pré-temporada, finalmente o Bayern começará a temporada de maneira oficial, contra o Borussia Dortmund, fora de casa, pela Supercopa da Alemanha. Porém, a disputa pelo troféu, pouco importante, convenhamos, será ainda mais tensa para os bávaros.


Ao contrário de anos anteriores, dessa vez o Bayern chega pressionado para a Supercopa. Depois de uma passagem ruim pela China e um desempenho pífio na Audi Cup nesta semana, principalmente em derrotas contra Milan e Liverpool, o Bayern precisará mostrar alguma evolução em campo. 


Mesmo considerando lesões, desfalques de jogadores de férias, atletas recém integrados à equipe e, claro, o fato de serem apenas amistosos, em poucos jogos o Bayern de fato demonstrou um bom futebol em campo. Seja com o ataque com dificuldades de penetrar a defesa ou com uma defesa desorganizada em contra-ataques dos adversários, pouca coisa funcionou até agora.


Getty Images
Getty Images

Na pré-temporada, especialmente contra o Liverpool, o Bayern decepcionou os torcedores


Por isso, infelizmente, a Supercopa servirá de fato como termômetro do time nesse início de temporada. Se ganhar, a pré-temporada começara a ser esquecida e relevada; mas se sofrer mais um revés pesado, um 3 a 0 por exemplo, Ancelotti e seus comandados serão bombardeados de críticas e a capacidade do time será posta em xeque. 


O problema é que, além da má fase do time e o fato de jogar fora de casa, Ancelotti irá para Dortmund sem muitos dos jogadores titulares, ou até mesmo os reservas imediatos. Juan Bernat ficará fora por mais de um mês, o recém-chegado James Rodriguez, de quatro a seis semanas no estaleiro, Alaba e Thiago receberam pancadas mais fortes durante a semana e ficarão mais uma semana fora de combates.


Enquanto isso, Boateng, Robben e Neuer, recém recuperados de lesão, começaram a treinar há pouco tempo com o time e são desfalques praticamente confirmados. Sem contar que Süle, Rudy, Vidal e Kimmich voltaram de suas férias só no sábado passado.


Getty Images
Getty Images

Ancelotti pode começar sua segunda temporada no Bayern com mais problemas que havia imaginado


A “sorte” do Bayern é que o Borussia Dortmund também não vem muito bem. Afinal, trocou de treinador e está há pouco tempo sob o comando de Peter Bosz. Com alguns desfalques, como Durm, Mor e André Schürrle, o time de também não deve apresentar todo seu potencial. Ou seja, provavelmente teremos um confronto não lá muito atraente.


Já Ancelotti provavelmente será obrigado a mandar um time titular com os seguintes nomes: Ulreich; Rafinha, Martinez, Hummels, Friedl; Vidal, Tolisso; Coman, Müller, Ribery e Lewandowski.


Não é um time fraco, longe disso, mas, com o desempenho recente do time, jogadores ainda fora da forma ideal e a relativa pressão que começa a sofrer ainda no início da temporada, o futuro próximo ainda não parece sorrir para o Bayern de Munique.