Lesões viraram o maior pesadelo de Thiago Alcântara

Getty Images
Getty Images

Lesões no joelho fazem deste o pior momento da carreira de Thiago


A vinda de Thiago Alcântara foi recheada de expectativa. Como será que ele se sairia tendo Pep Guardiola novamente como mentor? Embora tendo muitos na época afirmado que ele era uma contratação desnecessária (eu estava entre esses), o jogador de 23 anos mostrou que, no esquema do treinador espanhol, era peça vital.


Jogo após jogo, Thiago passava a se destacar mais e mais. Seja na articulação, distribuição do jogo, ligação com o ataque e até mesmo lá na frente: era onipresente. Para quem ainda não teve a oportunidade de vê-lo jogar pelo Bayern, ele fazia exatamente o que Xabi Alonso faz hoje.


É até normal o fã de futebol internacional ainda não tê-lo visto jogar pelo Gigante da Baviera porque, muito precocemente, as lesões começaram a incomodar Thiago e, consequentemente, a transformá-lo em presença constante no consultório de Hans Müller-Wolfhart, chefe do departamento médico do Bayern.


Até o momento, o filho de Mazinho (campeão com a seleção brasileira na Copa de 1994), atuou em apenas 16 partidas pelo Bayern. Foram exatos 999 minutos, média de 62 minutos por jogo. Neste meio tempo, conseguiu marcar três gols, sendo o primeiro contra o Raja Casablanca, na final do Mundial de Clubes de 2013, o segundo contra Stuttgart - um golaço - e outro contra o Hannover, ambos no começo deste ano.


Getty Images
Getty Images

Contra o Stuttgart, Thiago marcou um golaço de voleio


No fim de março, quando sua condição de titular parecia inquestionável, aconteceu o primeiro baque: ruptura parcial do ligamento colateral do joelho direito, contra o Hoffenheim. Depois de intenso trabalho com os fisioterapeutas do Bayern, em 15 de maio, voltou a sentir esta mesma lesão e pagou caro: perdeu a Copa do Mundo.


Thiago era presença certa nos 23 de Vicente del Bosque e sabia disso. Inapto para o Mundial do Brasil, a motivação de nosso meia passou a ser trabalhar para esta temporada que estamos vivenciando, e ela aumentou mais ainda quando a Espanha foi eliminada da Copa de forma vexatória. Jovem, cheio de talento e também tendo o fator "aposentadoria de Xabi Alonso" da seleção, ele sabia que seria um dos pilares para a renovação de La Fúria.


Após muito trabalho e meses de dedicação, uma boa notícia: no começo deste mês de outubro, já poderia voltar a treinar com bola. Esbanjou classe na primeira semana de treinamentos que passou, e mostrava que estava quase pronto para se tornar um 'adversário' de Xabi Alonso pela posição. Mas, a alegria durou pouco. Na quarta-feira da semana retrasada (15), Thiago rompeu novamente os ligamentos do joelho direito (a mesma lesão de antes), e, para seu desespero, ficará mais cinco meses de molho.


Um verdadeiro pesadelo na vida deste jovem jogador. Porém, nessas horas, o espanhol deve se espelhar nos mais experientes e que já passaram por esse tipo de situação. Dentro do Bayern temos um grande exemplo: Arjen Robben. Após a perda do título da Champions League 2011/2012, nosso meia holandês voltou a ser presença constante no nosso DM, tendo, em certa ocasião, pensado até em abandonar a carreira. Mas não.


Getty Images
Getty Images

Um dos maiores exemplos de superação no mundo do futebol, Robben deve servir como inspiração para Thiago


Robben foi guerreiro. Seguiu em frente, superou diversos obstáculos e, em abril de 2013, após lesão de Toni Kroos, teve a oportunidade de retornar ao Gigante da Baviera, contra a Juventus, a dos onze iniciais não saiu mais. Não só virou peça-chave de Jupp Heynckes, como marcou o gol do título da UCL, contra o Dortmund, nos dando o tão almejado pentacampeonato.


Além deste grande exemplo de superação, tivemos também Badstuber, que ficou mais de um ano parado e retornou recentemente, mas este sofreu nova lesão e também está de molho.


Agora, mais do que nunca, é hora de encontrar forças, motivação, apoio da família, dos amigos, e contar com todo o suporte que o clube novamente dará para sua retomada. Uma notícia boa nós já temos: sua segunda cirurgia, que ocorreu na última sexta (24) foi um sucesso.


Força, Thiago! Estamos torcendo por sua recuperação e para que seu retorno seja prévio.