Alcácer e Denis foram os vencedores de um jogo que pouco importou para o Barça

Pelo segundo ano seguido, o Barça chegou à última rodada da fase de grupos da Champions com seu objetivo cumprido. A liderança estava garantida desde o empate com a Juventus, em Turim, e isso permitiu que Valverde colocasse um time recheado de reservas contra o Sporting.


Sem muitas emoções, o brilho da partida ficou por conta de uma grande defesa de Cillessen, no segundo tempo, além das boas partidas de Denis Suárez e Alcácer. Enquanto Paco se tornou o primeiro jogador da equipe a fazer gol nas três principais competições da temporada, Denis é agora o único que deu assistências em todas elas.


Getty Images
Getty Images

Alcácer fez gols nas três competições que o Barcelona disputa


Hoje, um escanteio cobrado pelo camisa 6 originou o gol de Alcácer, enquanto o segundo gol seria de Paco em outra assistência de Denis, mas um jogador do Sporting colocou a bola para dentro antes que ela pudesse chegar ao atacante.


A lei do ex não funcionou para Mathieu, que foi o jogador responsável por esse gol contra. Depois de falar que comemoraria um gol contra o Barça por causa da forma como foi tratado pela diretoria, ele agora terá que voltar para Portugal com um gol contra a própria meta nas costas. Não foi a volta à Catalunha que ele sonhava.


Com um time praticamente todo reserva, não dava para exigir que a evolução vista nos jogos contra Valencia e Celta fosse vista novamente. Mesmo assim, alguns problemas e virtudes se repetiram. O posicionamento assimétrico acabou fazendo o lado esquerdo ser muito mais usado do que o direito, enquanto o meio de campo ficou bastante estático com a presença de André Gomes, voltando de lesão.


Por um outro lado, a solidez defensiva foi a mesma, o Sporting criou poucas chances de gol e, na melhor que teve, parou em uma ótima defesa de Cillessen. No segundo tempo, Busquets entrou no lugar de Piqué, um teste para ver como seria seu comportamento jogando como zagueiro.


Com tantos problemas de lesão no setor, a presença do camisa 5 nessa função pode se tornar uma opção de urgência para a zaga. Hoje, entretanto, ele não foi muito testado, já que o Sporting não criava mais perigo na parte final do segundo tempo.


Em um jogo que não se fez necessário para a tabela final do grupo, ganhou quem aproveitou a oportunidade de mostrar serviço no Camp Nou. Cillessen é um goleiro de muita qualidade e só reforça isso a cada oportunidade que tem. Não irá desbancar Stegen, mas é uma opção muito segura quando entra em campo.


Denis e Alcácer, por outro lado, precisam se provar a cada vez que pisam no gramado. O atacante tem 5 gols na temporada e é o terceiro artilheiro da equipe, um gol atrás de Suárez. O uruguaio, aliás, ainda não marcou na Champions, feito que Paco alcançou hoje. De quase descartado há pouco mais de um mês, ele agora é um jogador útil e mais confiante, merecedor das chances que está recebendo.


Denis alterna entre altos e baixos, mas merece uma sequência maior antes de ser descartado. Suas participações diretas em gols em todas as competições devem servir como um bom argumento para convencer Valverde a dar mais oportunidades ao camisa 6. Ao menos melhor que André Gomes sem dúvida alguma ele já provou ser.


Getty Images
Getty Images

Com mais uma assistência, Denis tenta provar para Valverde que merece mais oportunidades