A lista de goleiros no elenco do Barcelona deve mudar de novo

O elenco do Barcelona possui 22 jogadores em teoria. Na prática, são 21. O goleiro Jordi Masip ainda não deu as caras na atual temporada. Até 2015/16, ele era o goleiro das fases iniciais da Copa do Rei, antes de passar o posto para Stegen nas partidas mais decisivas do torneio. Agora que o alemão é titular no Campeonato Espanhol e na Champions, a Copa do Rei ficou toda para o segundo goleiro, Jasper Cillessen.


É um problema ter um jogador encostado no elenco sem perspectiva nenhuma de entrar em campo. Nesse caso, é péssimo para Masip, que não se sente útil no time, e também para o plantel, que se um dia não contar com Stegen e Cillessen terá que recorrer a um goleiro sem ritmo de jogo algum.


Por isso, os planos do Barça irão mudar a partir da próxima temporada. É questão de tempo até que seja anunciado oficialmente que o clube não irá renovar com Masip e o goleiro ficará livre de contrato ao final de junho. Sendo assim, os goleiros para a próxima temporada serão apenas dois: Stegen e Cillessen.


Caso algum deles não estiver disponível, caberá ao futuro treinador convocar um goleiro do Barcelona B para ficar no banco de reservas. Isso é melhor do que manter um terceiro goleiro fixo principalmente por dois motivos: caso o goleiro precise entrar em campo, ele terá mais ritmo de jogo por estar atuando na filial, e também porque o titular do time B costuma ser melhor do que o terceiro goleiro do time principal.


Masip fez um bom trabalho nas chances que teve em jogos menores, mas nunca foi um grande goleiro, nem se mostrou capaz de lutar para mudar seu panorama no elenco. Enquanto isso, o Barça B e os times de base possuem jogadores muito mais promissores para a posição, goleiros melhores que Masip, ainda que mais jovens.


Getty Images
Getty Images

Masip não terá seu contrato renovado e o Barça ficará com apenas dois goleiros


Ortolá, que está emprestado ao Alavés e pode voltar à filial na próxima temporada, é um deles. José Suárez, titular atualmente no time B, também é superior a Masip. Dois goleiros juvenis, Sergi Puig e Iñaki Peña, foram chamados ao Barça B em um momento da atual temporada em que todos os goleiros da equipe estavam machucados. Puig foi o titular e deu conta do recado.


Na prática, não é uma mudança que impactará a temporada do Barcelona. Em raros casos o terceiro goleiro precisa entrar em campo, e o desaparecimento de Masip dos jogos principais é a maior prova disso. O goleiro cumpriu seu papel, sem causar nenhum problema pela sua situação no elenco. Que em seu próximo clube ele possa jogar mais, mas no Barça não há espaço e nem necessidade que justifique a presença de três goleiros no elenco.