A ausência de Bale é a chance do Barça no clássico

No momento atual, se Barcelona e Real Madrid se enfrentassem com os times completos no Bernabéu, sem duvidas o time de Carlo Ancelotti seria o favorito absoluto pela força física e pelo dinamismo avassalador que a linha de frente de sua equipe recheada de craques tem produzido no último mês.


Getty Images
Getty Images

Bale será a grande ausência do Super Clássico deste sábado em Madrid.


Porém, Bale está fora e isso muda muito as características do time madrilhenho. O substituto do camisa 11 galês deverá ser Isco ou Khedira, o que tornaria o time Blanco mais previsível e “mais fácil” de ser marcado, o desenho ficaria mais quadrado, o dinamismo cai. Isco é criativo, mas nãos e movimenta tanto e também não é veloz, enquanto que a entrada de Khedira empurraria Kroos mas a frente e o alemão não rende tão bem mais adiantado, ele rende mais como fator surpresa armando de trás.


Além do mais a responsabilidade também vai aumentar para alguns jogadores que ainda estão se afirmando, casos de James, Kroos e até mesmo Isco. Será que eles (os dois primeiros) terão tamanho poder de decisão estreando no Super Clássico? Provavelmente não, a bomba deve cair na mão do Cristiano, ele será a única peça do Real que se garante nestes jogos, enquanto que o Barcelona tem Messi, iniesta e Neymar mais adaptados a este tipo de jogo.


É muita pressão e isso é excelente para o experiente time do Barcelona, que provavelmente terá Lionel Messi brilhando novamente vindo de trás, abrindo o campo e oferecendo mais assistências para seus companheiros.


Outra expectativa é sobre Luisito Suárez, como será que o matador uruguaio vai encarar esta estreia em um jogo tão importante? Pra mim é realmente uma incógnita, mas se eu fosse o técnico Luis Henrique o colocaria de cara como titular, já que Pedro não vem jogando bem. E afinal de contas, Suárez mete medo e com certeza poderia abrir muitos espaços para Neymar. O brasileiro desta vez também carregará mais responsabilidades, é um jogo perfeito para Neymar jogar bem e ganhar de vez o respeito da exigente mídia espanhola.


Veremos, o empate para o Barça seria excelente e se o time jogar com inteligência deve trazer um pontinho para a Catalunha mantendo esta bela diferença de quatro pontos para o rival na Liga Espanhola.


Palpite? 2 a 2. Visca el Barça!