A Copa do Rei vale muito mais do que você imagina

A tradicional Copa do Rei da Espanha, disputada desde 1903, já teve 14 campeões diferentes. O Barcelona é o maior ganhador, com 28 taças, seguido por Athletic Bilbao (23) e Real Madrid (19). Nesta acirrada competição, com o histórico de grandes zebras e surpresas (lembrando bastante a Copa do Brasil), surge a chance de vermos um inédito tricampeonato consecutivo.

Diante do surpreendente Alvés, que eliminou o Celta, que, por sua vez, havia eliminado o Real Madrid, o Barcelona fez uma campanha cheia de dificuldades em mata-matas disputados como se fossem finais.

Como esquecer da virada diante do Bilbao?

No primeiro jogo, em San Mamés, uma derrota por 2 a 1, em que Messi marcou um gol de falta no final para salvar o barco; no jogo de volta, quando o Barça vencia pelo mesmo placar de 2 a 1 e o jogo se encaminhava para uma dramática prorrogação, Messi marcou outro gol de falta no contra pé do goleiro, para colocar a equipe culé na próxima fase.


getty images
getty images

O gol de falta decisivo de Messi contra o Bilbao no Camp Nou


Como esquecer do show diante da Real Sociedad no jogo de volta, quando o Barça atropelou com uma goleada por 5 x 2 e Messi participando de todos os gols?

Como esquecer o confronto com o Atlético de Madrid na semi com cara de final de campeonato? No jogo de ida no inferno do Calderón, o Barça conquistou uma vitória por 2 a 1 com dois golaços - um em jogada individual de Suárez e outro em um petardo de fora da área de Messi. Na segunda etapa, o Atlético massacrou, mas não conseguiu o empate. No jogo de volta no Camp Nou, o Atlético veio como franco atirador, encarou o Barcelona de frente, mas Messi mais uma vez chamou a responsa, fez linda jogada individual passando por 3 marcadores desde o meio campo e, no rebote do goleiro, Suárez empurrou para as redes. Empate em 1 a 1 e vaga na final.


getty images
getty images

Messi fazendo fila na jogada decisiva do jogo de volta da semi final no Camp Nou


Como desvalorizar um campeonato em que todos jogaram a vida com os times completos? Este troféu vale muito e, além do tricampeonato inédito, é a despedida da Era Luis Enrique. Uma época que ficará guardada para sempre nos livros de de história do futebol-arte, tempos da orquestra do técnico que ajudou a fazer o melhor trio de ataque de todos os tempos se encaixar e ganhar tudo jogando por música.


Getty Images
Getty Images

Luis Enrique pode fechar sua trajetória no Barça com esse título


Neste sábado, também será a despedida final do estádio Vicente Calderón, onde o Barça jogará sem Luis Suárez (suspenso), mas que terá os famintos e decisivos Messi e Neymar prontos para levantar mais um caneco!

Clique aqui para seguir a página Barcelonizando no Facebook