É preciso reconhecer: o melhor 9 do mundo veste a camisa 7

Luis Suárez já não é mais o melhor camisa 9 do mundo.

Temos que admitir que o uruguaio caiu muito de rendimento, principalmente no último mês. O atacante do Barcelona não foi bem nos mata-matas da Champions e passou alguns jogos lutando entre os zagueiros sem conseguir se entender com a bola quando ela chegava aos seus pés. Continua sendo um monstro, mas pecou na hora errada.


Getty Images
Getty Images

Suárez está perdendo a disputa de melhor 9 do planeta


Na outra direção ressurge Cristiano Ronaldo. O craque que vinha apagado, jogando mal, pegando pouco na bola e sendo vaiado por seus torcedores se reencontrou na reta final da Champions, pulou de 2 para 10 gols na Champions, assumindo o papel de ser o homem de área, um centroavante. Se os dribles e as arrancadas já não saem mais como antes, se o um contra um não funciona, o poder de finalização e a potência física ganham mais consistência perto dos goleiros. CR7 se beneficia da excelente estatura para ganhar as bolas por cima, coisa que Luisito Suárez pouco consegue. Seguramente Cristiano é o melhor cabeceador do planeta e um dos melhores da história neste quesito. 

Não sei se o mérito é de Zidane ou do próprio português, mas caindo menos pelos lados, com menos resposabilidades e rodeado por fantásticos jogadores, certamente ele terá vida longa neste casamento com o gol. Esperar passes de um time que produz tanto volume de jogo e tantas oportunidades dos pés de craques como Marcelo, Modric, Isco, Casemiro, Asensio, Lucas Vasquez, James, Bale e cia é um privilégio que Cristiano soube muito bem tirar proveito. Se eu fosse Zizou, sacaria Benzema e deixaria a molecada tomar conta, mas isso deixo para os companheiros madridistas opinarem.


Getty Images
Getty Images

Na frente do goleiro ele é mortal


O melhor 9 do mundo agora veste a camisa 7, mas isto não significa de maneira alguma que Suárez não possa reverter este quadro, ou que Lewandowski e Aubameyang não sejam letais. É briga de cachorro grande, briga de máquinas do futebol.

E mesmo que CR7 tenha marcado 3 dos 5 gols contra o Bayern em impedimento e com o Real Madrid tendo um homem a mais em campo nos dois confrontos contra os alemães, ele guardou mais três contra a reconhecida defesa do Atlético de Madrid. Pode ter sido com gol limpo e só precisando colocar pra dentro, mas ele foi lá e fez. Tem que respeitar.

Inegável também afirmar que a Bola de Ouro volta a esquentar, e novamente entre Messi e Cristiano Ronaldo. Mais impressionante ainda é ver que, mesmo com esse caminhão de gols, o português ainda está atrás de Messi na artilharia da Champions e ainda mais o Espanhol. Para brigar pelo posto de melhor do mundo, Cristiano precisará ganhar a Champions e também mergulhar em um liquidificador junto com Modric, Marcelo e Asensio, para aí sim talvez poder competir com o extraterrestre argentino.


getty images
getty images

ET só existe um


Que privilegiados somos. Que o show continue!



Siga a página Barcelonizando no Facebook