Bahia bate Cruzeiro e prova que busca objetivos maiores

Incrível como o Bahia comanda na Fonte Nova. Os times do sul e sudeste do país sempre tinham medo de ir a Salvador enfrentar o tricolor da boa terra, e parece que essa época está de volta.


Impressionante como o time de Jorginho tem um entrosamento fantástico, parecendo que os jogadores já jogam juntos há muitos anos. A transição das jogadas, a visão do jogo de Renê Júnior, a velocidade de Zé Rafael e a inteligência de Allione fizeram com que o Bahia conseguisse dominar o Cruzeiro no primeiro tempo. Com um a mais logo aos 9 minutos, o Bahia chegava a quase 70% de posse de bola.


Gazeta Press
Gazeta Press

Rene Junior em mais uma excelente partida


Com um passe milimétrico de Zé Rafael, Allione corre pela ponta esquerda e cruza na cabeça de Edigar Junio, que estufa as redes da arena. Festa nas arquibancadas! Muita gente me mandava mensagem dizendo que o Bahia iria golear, mas eu sei do que o Cruzeiro era capaz. 


Dito e feito. O Bahia parecia cansado e, mesmo com um a mais, o Cruzeiro fazia bem a cobertura e adiantava a marcação, dificultando a posse de bola do Bahia. O tricolor jogava agora no segundo tempo nos contra-ataques, utilizando a velocidade de Zé Rafael. Juninho caiu de produção drasticamente no segundo tempo, com passes errados e falta de visão de jogo. Renê Júnior continuava um monstro na partida, segurando a meia-canxa. O Bahia não pode se desligar assim do jogo, principalmente contra uma equipe super qualificada. Chegava momentos da partida que era só chutão, sem ao menos parar, pensar e olhar o jogo.

Nos contra-ataques o Bahia seguia suas tentativas de matar a partida. Jorginho, nitidamente nervoso, sacou Allione pra o time ganhar ainda mais velocidade. Ao fim da partida, o estreante Mendoza abriu o sorriso da torcida com uma velocidade incrível, passes perfeitos e ainda quase marca um golaço, na triangulação com Edigar Junio na frente.


Gazeta Press
Gazeta Press

A inteligência do time nasce nos pés de Allione


Se contra o Cruzeiro passamos no verdadeiro teste, o que será contra o Grêmio e Coritiba fora de casa? O Bahia tem velocidade, posse de bola e principalmente entrosamento das suas peças e será isso que o Bahia levará para o Sul do pais em busca de pontos.

Creio que o Bahia pode, sim, surpreender, buscar pontos na Arena do Grêmio. Tá certo que os caras meteram 6 na Chapecoense, os mesmos que venceram o próprio Cruzeiro no Mineirão, mas boto fé na tática de Jorginho. O Bahia precisa estar ligado nesses jogos, manter distância das últimas colocações e sempre buscar estar na parte de cima da tabela. E difícil? Sem dúvida, mas temos um elenco pra isso.


E vamos que vamos. Sem ser um pouco precipitado, mas o Tri-Campeonato é logo ali! #ContraTudoContraTodos


BBMP!