Bahia com ampla vantagem no BaVi

No próximo domingo, Bahia e Vitoria fazem o seu primeiro duelo do ano. Expectativas rondam a partida pela sequência que os dois times vêm fazendo na temporada.


O Bahia sem dúvida alguma tem um time melhor como um todo. O ataque do Vitória é mais composto e eficaz, mas jogará contra uma das melhores defesas de todos os times da Série A. O Bahia sofreu apenas 2 gols na Copa do Nordeste, está invicto e tem uma sequência histórica de 17 triunfos dentro dos seus domínios, coisa que não se via há muito tempo.


Hernane prometeu, e deve cumprir. O "Brocador" tem o faro de gol quando joga contra times de pequeno porte, e dessa vez não será diferente. Vem ajudando muito fazendo um papel de pivô, travando a zaga adversária e isso tem o ajudado a se manter no time, mesmo não marcando os gols que a torcida quer ver. No jogo contra o Sergipe pela Copa do Nordeste, fez um gol mal anulado pelo árbitro e colocou uma bola no travessão, mas participou claramente dos outros gols de Edson, que, além de "cangaceiro tricolor", faz partidas seguras.


Gazeta Press
Gazeta Press

Hernane 'Brocador' pede calma e promete balancar as redes do Vitória


Tive o prazer de pegar uma comparação séria entre os dois times para o duelo de domingo, e meu amigo Joilton, representante da Embaixada Tricolor de Conceição de Jacuipe (BA), conseguiu ser o mais realista possível:


Goleiro: Vitória leva vantagem, com um goleiro experiente e, que acima de tudo, passa tranquilidade a seus companheiros e torcida. Apesar do bom início de temporada de Jeanzinho, o mesmo está amadurecendo aos poucos e ainda falta confiança da torcida.


Zagueiros: Bahia leva significativa vantagem, uma zaga consistente e entrosada, que vem atuando desde a temporada do ano passado junta. Thiago vive uma fase espetacular e é o grande destaque, Jackson, sempre com atuações firmes e uma excelente técnica, completa a dupla. Ainda corre por fora o promissor Eder. Do lado do Vitória ainda há incertezas e dúvidas sobre o setor. Teve uma significativa melhora do ano passado para esse ano, corrigiu as dificuldades na bola área, principalmente com o retorno da boa fase de Kanu, mas o setor ainda peca por baixo e toma gols bobos.


Lateral Direita: Bahia leva ligeira vantagem, pois tem dois ótimos laterais na posição (Eduardo e W. Silva), mas o Vitória equilibrou o setor com a chegada de Patrick.


Lateral Esquerda: Calcanhar de Aquiles de ambas as equipes, Atenção: o clássico pode ser definido neste setor. Bahia com o experiente Armero, que precisa justificar sua contração, ainda não passa confiança (sem contar que Guto o escala errado). O promissor Juninho Capixaba tem poucas oportunidades, Matheus muita vontade e pouca qualidade. O Vitória tem o fraco e esforçado Geferson e o promissor Euller, que apoia muito bem, mas ainda inspira cuidados na parte defensiva.


Frente de zaga: Ponto forte de ambas as equipes. Zé Wellisson, William Farias Edson e Juninho dispensam demais comentários, as atuações falam por si.


Meio Campo: O Vitória leva ligeira vantagem por ter mais opções e mais jogadores que podem definir o clássico através da individualidade. Cleiton Xavier ainda deve muito, Dátolo já mostrou que sabe do 'paranauê', mas precisa de sequência. Gabriel Xavier se destaca no lado do rival, mas o Bahia ainda conta com o "mago Régis". Allione, jogador de muita qualidade, erra muito pouco e bastante inteligente (e liso), porém se apresenta muito pouco no jogo.


Ataque: Vantagem significativa do Vitória. Com Keiza e David voando, é o setor de maior importância (e por que não salvador da tão pedida cabeça de Argel) do Vitória e promete um grande figth com o sistema defensivo tricolor. Do lado do Bahia temos Hernane, que ainda pode render muito, jogador com um grande poder de finalização (sem mais), porém em um ano visivelmente afobado (só não sei o porquê...). Zé Raphael, escalado errado como atacante, tem se esforçado para se adaptar ao "esquema" de Guto. Por fim, Edigar Júnior, dono de direito da posição (menos na cabeça de Guto), já mostrou que é o melhor atacante que o Bahia tem no plantel.


Técnicos: Parecem que vêm da mesma escola (a da teimosia). Com preferências individuais e injustificáveis de alguns jogadores, insistem em errar, e o pior: sempre com muitas desculpas depois dos jogos. Não são os piores (aqui já se passaram tantos "pardais" que seria uma injustiça não reconhecer a mediocridade dos que aí estão), ambos só devem ser substituídos se for para trazer realmente um técnico com bagagem.


Essa será a maior oportunidade do Bahia mostrar ao seu torcedor que podemos confiar nos jogadores. Guto tem mudado sua postura aos poucos, mas falta muito ainda. O entrosamento da zaga e a postura do meio-campo com o mago Régis nos dá confiança pra levarmos mais um duelo contra o rival.


Mas clássico é clássico. Confiamos na ampla vantagem em BaVis que temos e na certeza de que esse ano é nosso! Bora Bahea Minha Porra!