O Bahia está pronto para enfrentar os grandes?

Acabou o jogo. Bahia vence o Vitória da Conquista no Lomantão pelo placar apertado de 1x0, com gol de Diego Rosa e manteve a segunda colocação na tabela. 


Venho falando há algum tempo sobre a postura do Bahia em campo, contra times de pequeno porte e usando o rodízio por Guto Ferreira. A defesa ainda peca na cobertura dos seus laterais e o meio não ajuda, fazendo assim um ataque inoperante. Guto tem insistido em Diego Rosa, e tem dado resultado. Um dos artilheiros do time nessa temporada, Diego tem aproveitado as chances que tem, pois enquanto Allione, Edigar Junio e Maikon Leite não entram, Diego vem queimando a lingua de muitos. 


Mas o Bahia não pode depender de pequenos resultados, pois não somos medíocres. Precisamos, além de vencer, convencer. E não é a primeira vez que o Bahia joga dessa maneira; num primeiro tempo truncado, o Tricolor se acertava no meio-campo com Renê Junior, que, diga-se de passagem, vem fazendo partidas decisivas. Renato Cajá pra mim está fora e, se dependesse da torcida, não voltaria mais. Está claro que o mesmo não quer mais jogar. Não corre, não marca, toca passes errados e ainda é expulso. Não dá mais.


No meio da segunda etapa, quando Guto sacava Diego Rosa pra descansar, eu pensava: agora entra Maikon Leite! Quem disse? Me fez a proza de colocar Feijão! Não é possivel! Eu até quis entender que queria liberar Cajá na meia esquerda, mas não poderia fazer aquilo naquela altura da partida. Resultado: Cajá expulso e o time aberto em campo. Sofremos pressão mais uma vez no final e contou com a falta de habilidade do atacante do Conquista, que colocou a bola pra fora num pênalti. Ê Guto, vamos pensar um pouquinho mais!


EC Bahia
EC Bahia

Enquanto Edigar Junio não volta, Diego Rosa tem feito sua parte


Mas será que o Bahia está pronto para a batalha dos grandes? Tem futebol para não passar vergonha na Série A? Não sei. Mas saberemos num primeiro teste, quarta contra o Paraná pela Copa do Brasil. Guto deve colocar em campo o time considerado titular com:


Jean, Eduardo (Wellington Silva), Thiago, Jackson e Armero. Juninho, Ze Rafael, Edson e Regis. Hernane e Diego Rosa (Maikon Leite).

Guto precisa mudar o discurso de "está tudo bem". O rodízio dos jogadores tem sido bom, mas precisamos ver o Bahia mais pra frente, apertando os adversários e impondo respeito, o que não vem ocorrendo. Quarta vamos ver como o time se comporta. Se passar de fase, o próximo adversário será o Asa de Arapiraca, que eliminou o Coritiba em pleno Couto Pereira. 


Sigamos em frente! O time acertando as laterais, deixando Juninho e Regis mais solto e pedindo pra Hernane não voltar muito já seria um grande passo. 


BBMP