Guto Ferreira: está na hora de definir o time do Bahia

É certo que o Bahia começou a fazer um rodízio de atletas no início da temporada, como não acontecia há anos. O clube montou uma estratégia de não somente montar uma equipe, mas um elenco para as competições em 2017.


O time "B" do Bahia praticamente joga o Campeonato Baiano, do tal criticado Ednaldo Rodrigues, presidente da Federação Baiana de Futebol. E concordo com o clube, pois os gramados e arbitragem na competição estão deixando a desejar mais uma vez, aliás, esse campeonato só serve mesmo para as finais, em que a dupla BaVi tem sempre a hegemonia. Vitória da Conquista e Fluminense de Feira correm por fora.


O time para o Campeonato Baiano vem mesclado de jogadores da base, como Mario, Kaynan, Rodrigo Becão, Juninho Capixaba e Éder. Os meninos estão fazendo um bom trabalho, mesmo contra um pasto ou curral onde jogam.


Gazeta Press
Gazeta Press

Matheus Sales será de suma importância no elenco tricolor


Na defesa, Thiago e Jackson ainda não falharam. São grandes jogadores e uma das melhores defesas que já passou pelo clube, e falo isso com toda certeza. Lucas Fonseca e Rodrigo Becão jogam na normalidade, diferente de Éder, que, além de defensor, poderá ser usado na lateral.

No ataque, o mais cogitado Hernane tem sua vaga garantida por Guto Ferreira, mas acho que ele deve mudar sua postura em campo, voltando menos pra brigar pela pelota e deixando ela chegar mais, pra voltar a fazer as "brocanças" de sempre. Gustagol está jogando bem ao lado de Diego Rosa, os artilheiros até aqui da temporada, e a disputa será boa, apesar de Gustavo ter as mesmas características de Hernane. Allione ainda está contundido, mas é essencial para o clube. Vamos esperar pra ver. A rotatividade dos atletas tem sido boa para ver quem realmente está compromissado com o clube para um ano cheio.


Gazeta Press
Gazeta Press

'Gustagol' comemorando o gol contra a Juazeirense, pelo Campeonato Baiano


Já se passaram 4 rodadas do Baiano e ainda Guto Ferreira não definiu o time. Continua mexendo em todas as áreas, principalmente no meio, onde, depois da conturbada possível saída de Renato Cajá para a Ponte Preta, ficou uma interrogação no elenco. Régis parece ter ganhado a posição de titular ao lado de Juninho. Renê Junior, Édson, Matheus Sales e Renato Cajá correm por 2 vagas. Nas laterais, Eduardo mantém a titularidade até Wellington Silva voltar de contusão, pois penso que o mesmo tem melhor performance. Pablo Armero ja é titular, mas não deixa Juninho Capixaba ficar pra trás, pois o garoto parece que quer sua vaga.


O Bahia tem que contratar pelo menos mais um meia, um zagueiro e um atacante que chegue pra brocar mesmo, pois não sabemos do status de Maikon Leite, novo contratado. Não podemos depender de Hernane sempre e Gustavo com suas limitações. O Campeonato Brasileiro vem chegando, e nas primeiras 4 rodadas 0 Atletico-PR (C), Vasco (F), Botafofo (F) e Atlético/GO (C) - temos a obrigação de fazer os 3 pontos em casa e continuar exercendo a hegemonia contra os times do Rio, historicamente fregueses.


Bom, acho que Guto Ferreira já deveria ter uma noção dos titulares e vejo que pra início do Brasileiro, se não houver mais contratações, o Bahia deverá ir a campo com: Jean, Eduardo, Thiago, Jackson e Armero. Juninho, Edson (Ze Rafael), Rene Junior e Régis. Hernane e Allione (Maikon Leite). A coisa ficou séria e é hora de respirar fundo e lutar, lutar e lutar com sangue nos olhos e o coração na ponta da chuteira.


#BahiaRumoAoTri