Avaí: mudanças que vieram para o nosso bem

Não lembro quando foi a última vez que o Avaí começou jogando no sentido sul-norte da Ressacada. Você que assiste pela TV ou é sócio deve saber que o Leão sempre começa se defendendo no lado norte do estádio, atacando contra a torcida visitante. Hoje foi diferente. A moeda decidiu que começássemos “de lá pra cá”. Essa mudança pode ter pesado na superstição do torcedor, mas por acaso, ela veio para o nosso bem.


Júnior Dutra e Juan jogando juntos, invertendo da esquerda para a direita de tempos em tempos também é uma mudança recente, e está fazendo muito bem. Pedro Castro no lugar de Marquinhos também é uma mudança, daquelas bem ousadas, que trouxe enorme benefício para nosso sistema de contra-ataque.


Das mais misticas às mais táticas, as mudanças estão moldando o Avaí que luta para sair do sufoco da zona de rebaixamento. Nosso retrospecto é razoavelmente positivo, perdemos apenas uma partida nas últimas oito rodadas. Por fim, finalmente, voltamos a vencer em casa.


Antonio Mafalda/Gazeta Press
Antonio Mafalda/Gazeta Press

João Paulo conseguiu substituir Capa (suspenso) sem "entregar" para o adversário


Ganhar do Cruzeiro não foi fácil. Eles tiveram a posse de bola e nós tivemos todo aquele roteiro dos jogos sofridos. Douglas se agigantou no gol e, quando ele falhou, Alemão se lançou na frente da bola para defender com o peito. No ataque, bastou um vacilo do Cruzeiro e o Avaí conseguiu marcar com Júnior Dutra. A sorte esteve do lado do Avaí, caro torcedor.


O segundo tempo foi dramático. Com direito a pênalti não marcado contra o Avaí - o que poderia ter sido empate do Cruzeiro. Claramente o Leão decidiu se defender, porém desperdiçou algumas chances importantes de matar a partida.


Uma mudança muito requisitada pela torcida é a do comando técnico. Apesar de todos os resultados ruins passados, eu sempre defendi a permanência do Claudinei (ou do projeto), porém não passo a mão quando ele erra. O ponto é entender que uma derrota não é fim do mundo e, assim como ele sempre diz, vencer também não significa que somos os melhores. Todavia, hoje temos um time.