Por que o Galo não foi campeão mineiro?

Daniel Teobaldo
Daniel Teobaldo

A massa indignada. Não pergunte com o quê.


Não foi por causa do futebol apresentado pelo rival que o Galo despediu-se do Campeonato Mineiro como vice-campeão, contrariando sua invariável tendência em vencê-lo.


O Galo só perdeu o título para o Cruzeiro Futebol Clube porque bobeou nos jogos contra a Tombense e o Tupi. E o Galo só bobeu contra a Tombense o Tupi porque não tinha esquema tático definido e treinado até então. E só não tinha esquema tático definido e treinado porque no início deste ano o clube mudou de técnico. E só mudou de técnico porque o Cuca decidiu sair. E o Cuca só saiu por que priorizou o aspecto financeiro neste momento de sua carreira.


O Galo só perdeu o caneco para o Cruzeiro do Rio Grande do Norte porque não matou a parada no Horto, como já lhe é de costume. E só não matou a parada na primeira partida como fez nos anos anteriores porque não jogou com toda raça para vencer. E não jogou pra vencer porque este grupo parece estar, muito precocemente, satisfeito com o feito libertador de 2013 e não estabeleceu como segunda meta ser o maior time da história do Atlético.


Desfalques no departamento médico, ausência de laterais definidos e insegurança da base contam, claro. Somando daqui e dali, tudo isso representa uns 13%. Mas é preciso tocar na ferida e dizer que o Galo só perdeu o Campeonato Mineiro ontem para o Cruzeiro de Pirangi principalmente por causa da displicência dos ídolos e maestros Ronaldinho e Tardelli, que há tempos entram mas não colocam futebol em campo. E por que não fizeram isso até agora, e se há alguma outra coisa em jogo, e se vão recuperar a vontade de vencer, vencer e vencer é tudo o que importa, só o que interessa.


Tudo isso para não dizer que o Galo só perdeu o caneco ontem para a freguesia porque a arbitragem errou descaradamente em favor do clube que comemora classificações em segundo lugar. Mas que, a despeito da responsabilidade que nos cabe, o fato foi crucial para a perda do que seria o 43˚ título estadual, ah, isso foi!