Os colchoneros a caminho da Copa do Mundo na Rússia

A Copa do Mundo de 2018 já conhece seus primeiros 23 classificados.


A Espanha, por exemplo, assegurou vaga direta no último sábado, após vitória por 3 a 0 sobre a Albânia. Na ocasião, dois meio-campistas do Atlético, Saúl Ñiguez e Koke, foram titulares. Já no duelo contra Israel, na terça-feira, ambos ficaram no banco de reservas. No entanto, tal opção deu-se mais por rodagem de elenco do que por questão técnica. É seguro dizer que tanto Saúl quanto Koke são figurinhas praticamente certas na lista final dos 23 convocados do técnico Julen Lopetegui. Se algum dos atletas não estiver nos gramados do Mundial da Rússia, certamente será por problemas físicos.


Divulgação/Atlético de Madrid
Divulgação/Atlético de Madrid

Revelação do Atlético de Madrid, Saúl Ñiguez será uma das grandes promessas da seleção espanhola na Copa do Mundo


Além de Koke e Saúl, Vitolo e Diego Costa também deixaram suas marcas na campanha da Espanha nas Eliminatórias. Nos seis primeiros jogos da Fúria, Diego Costa marcou cinco gols e Vitolo anotou quatro. A partir de janeiro, os dois atacantes vestirão a camisa do Atlético de Madrid para a sequência da temporada europeia. Dependendo de como estiverem no primeiro semestre do ano que vem – física e tecnicamente -, têm tudo para voltarem a ganhar convocações, embora a concorrência no setor ofensivo seja enorme. O lateral-direito Juanfran, que já acumulou algumas convocações nos últimos anos, corre por fora neste momento. Outros espanhois do elenco, Gabi e Fernando Torres, com quase 35 anos, são praticamente cartas fora do baralho, mas tudo é possível. 


A França, por sua vez, contou com Antoine Griezmann para inaugurar o marcador do Stade France, em Paris. O gol abriu o caminho para a vitória contra Belarus e sacramentou a vaga direta dos franceses para o Mundial da Rússia, além de garantir a posição de cabeça-chave. Griezmann foi responsável por 4 gols da França na campanha das Eliminatórias. Ao lado de Olivier Giroud, foi o artilheiro dos Bleus na competição.


Se Griezmann é figurinha certa na Copa do Mundo, a situação é bem diferente para Kevin Gameiro, que embora tenha marcado presença nas primeiras convocações para as Eliminatórias, perdeu um pouco de espaço no grupo de Didier Deschamps na reta final do qualificatório. O jovem zagueiro Lucas Hernández, que acumula apenas experiências com as seleções de base da França, dificilmente ganhará oportunidades neste ciclo atual para a Copa do Mundo.


Outra seleção que vem forte para a Copa do Mundo é a Bélgica. Cada ano que passa mais madura e tarimbada, a seleção belga conta com o talento de jogadores como Eden Hazard, Romelu Lukaku, Kevin De Bruyne e........ Ferreira Carrasco. O jogador vive fase esplêndida no Atlético, tendo marcado três gols neste início de temporada. E o mesmo aplica-se a seu momento na seleção. Em que pese a qualidade das peças do setor ofensivo da Bélgica, Carrasco larga na frente entre aqueles jogadores que devem ser convocados pelo técnico Roberto Martínez para o Mundial.


Já na América do Sul, seis jogadores colchoneros têm chance de disputar a Copa do Mundo. O primeiro deles é Filipe Luís, que sofre com lesão muscular no momento, mas que fez parte de praticamente toda a campanha do Brasil com Tite, sendo reserva - na maioria das vezes - ou titular. Tem grandes chances de ir para a Copa do Mundo, é um nome que parece ter grande confiança de Tite.


Divulgação/Atlético de Madrid
Divulgação/Atlético de Madrid

Filipe Luís deve ser um dos laterais esquerdos do Brasil de Tite na Copa do Mundo


Já no Uruguai, os representantes do Atlético de Madrid são Diego Godín e José Gímenez, que formam há alguns anos uma das duplas defensivas mais respeitadas do mundo do futebol. Contra a Bolívia, no entanto, Diego Godín não teve uma trajetória das mais inspiradas (marcou gol contra), mas de qualquer maneira, ambos são presença praticamente garantida na lista de Óscar Tabarez para a Copa do Mundo.


Divulgação/Atlético de Madrid
Divulgação/Atlético de Madrid

José Gimenez e Diego Godín devem formar a retaguarda do Uruguai na Copa do Mundo da Rússia


Do lado da Argentina, o atacante Angel Correa ainda mantém esperança de ir para a Copa do Mundo. O problema é que ele não parece ser um dos preferidos de Jorge Sampaoli. A última convocação de Correa aconteceu ainda com Edgardo Bauza no comando. Nico Gaitán e Luciano Vietto também são opções para Sampaoli, mas parecem correr ainda mais por fora do que Correa. Nem no Atlético de Madrid eles são unanimidades, que dirá na Copa do Mundo.

VRSALJKO AINDA SONHA

Jan Oblak (Eslovênia), Stefan Savic (Montenegro) e Thomas Partey (Gana) vão assistir a Copa do Mundo pela televisão, suas respectivas seleções já estão eliminadas. Sime Vrsaljko (Croácia), por sua vez, aguarda o sorteio da repescagem europeia, no próximo dia 17 de outubro, para descobrir o adversário que terá pela frente para manter vivo o sonho de disputar o Mundial da Rússia.