Atlético volta a ter ambição na Liga das Estrelas

As coisas mudam muito rápido no Campeonato Espanhol. Na disputa pelo título, o Real Madrid largou com vantagem, o Barcelona se recuperou, ficou um turno invicto, passou a depender das próprias forças, mas bastou uma derrota boba para o Deportivo La Coruña que os merengues voltaram a ter a faca e o queijo na mão. Mesmo assim, é impossível cravar alguma coisa.


No entanto, no que se refere ao bloco dos três primeiros colocados, parecia definitivo que o Sevilla acabaria depois de tantos anos com uma vaga direta à fase de grupos da UEFA Champions League.


Dessa forma, o Atlético de Madrid teria de se contentar com a quarta colocação e a vaga nos play-offs da competição continental, algo que não ocorre desde a década passada. O Canto Colchonero chegou a jogar a toalha na semana passada e inclusive fazer um alerta em relação às equipes que estavam no retrovisor. Relembre.


Acontece que depois da rodada deste último final de semana, o cenário voltou a ficar aberto. O Sevilla bobeou em casa contra o Leganés e o Atlético de Madrid, jogando para o gasto, foi buscar três pontos no Nuevo Los Cármenes, casa do desesperado Granada.


Getty Images
Getty Images

No apagar das luzes, Antoine Griezmann marcou de cabeça o gol que faz o Atlético se empolgar na caça ao Sevilla 


O Sevilla ainda esbanja algum conforto na tabela, cinco pontos à frente do Atlético, mas os próximos sete dias são decisivos para realmente sabermos se haverá uma briga real pelo terceiro lugar, ou se a situação vai se encaminhar para ficar do jeito que está até o final da temporada.


Tanto Atlético de Madrid quanto Sevilla entram em campo neste meio de semana em jogos de volta das oitavas-de-final da UEFA Champions League. Só uma hecatombe na quarta-feira tira a equipe de Diego Simeone das quartas-de-final.


Já o Sevilla, nesta terça-feira, carrega vantagem mínima para o estádio King Power, onde encara um Leicester revigorado depois da saída de Cláudio Ranieri e faminto para fazer história. O que acontecer neste duelo pode de alguma forma ajudar a projetar a reta final de Liga das Estrelas da equipe sevilhista. Como torcedor do Atlético de Madrid, seria até melhor que o Sevilla avançasse e dividisse atenções em duas frentes pelo menos até metade de abril. 


Mas a verdade mesmo é que tudo depende da próxima rodada do Campeonato Espanhol. No domingo que vem, prepare-se, o estádio Vicente Calderón vai pegar fogo: Atlético de Madrid e Sevilla estarão frente a frente.


O Atleti vai ter a chance de reduzir a diferença para apenas 2 pontos e botar fogo nesta disputa particular, enquanto o Sevilla poderá aumentar a vantagem para 8 pontos e jogar um balde de água fria nos colchoneros. Partida imperdível, tanto pelo que o seu resultado pode representar para os rumos da tabela do campeonato, quanto pelo sempre interessante duelo entre os professores argentinos Diego Simeone e Jorge Sampaoli. 


De acordo com Koke, o triunfo sobre o Granada no último sábado, somado ao tropeço gigantesco do Sevilla, foi um passo importante de olho na terceira colocação. Vencer o confronto direto na próxima semana será um passo ainda maior. 


E aí, ainda dá para o Atlético alcançar o Sevilla?