Os perigosos perseguidores do Atlético de Madrid

Getty Images
Getty Images

Antoine Griezmann marcou dois gols e comandou a vitória do Atlético de Madrid por 3 a 0 sobre o Valencia, depois de dois tropeços em sequência


A dobradinha Antoine Griezmann e Kevin Gameiro voltou a funcionar e o Atlético de Madrid se recuperou no Campeonato Espanhol em grande estilo contra o Valencia. 


No entanto, nada é capaz de apagar a derrota no clássico contra o Barcelona no final de semana passado e muito menos o tropeço seguinte diante do Deportivo La Coruña (17o.) no jogo do susto com Fernando Torres.


Os cinco pontos que o time deixou pelo caminho em um espaço de cinco dias trouxeram duas más notícias: a caça aos líderes ficou ainda mais inviável e a disputa pelo quarto lugar se acirrou por completo.


Depois de quatro temporadas consecutivas integrando o pelotão dos três primeiros colocados praticamente da primeira à última rodada, desta vez o desenho é bem diferente.


Sem pedir licença, o Sevilla colocou-se desde o começo como intruso na briga pelo título com Barcelona e Real Madrid, posto que desde 2012 vinha pertencendo somente ao Atleti.


Os comandados de Diego Simeone até chegaram a flertar com a terceira posição, mas neste momento, para ultrapassar a equipe de Jorge Sampaoli, seriam necessárias pelo menos três rodadas. Entretanto, para os colchoneros perderem o quarto posto, basta mais um simples tropeço. 


Isso porque, colada ao nosso pára-choque traseiro, aparece a Real Sociedad. Os bascos fazem uma campanha sensacional na atual Liga das Estrelas. Surpreendente acima de tudo.


Desde que Antoine Griezmann trocou o Anoeta pelo Vicente Calderón, há quase 3 anos, o time de San Sebastián vinha alternando campanhas fracas e medianas, protagonizando bizarrices como a contratação do técnico inglês David Moyes. 


Mas isso parece ser passado. A Real Sociedad, por incrível que pareça, possui mais vitórias que o Atlético de Madrid no campeonato. São 15 contra 14.


Além disso, a equipe treinada por Eusebio Sacristán já venceu 8 partidas fora de casa. São mais triunfos longe do seus domínios do que dentro do estádio Anoeta, que já é por si um dos estádios mais temidos da Liga. Esses números preocupam mais que o fato de apenas um ponto separar as duas equipes (49 a 48). 


E não é somente a Real Sociedad que ameaça o Atlético de Madrid. O Villarreal também é um perigo iminente. Quarto colocado na temporada passada, o Submarino Amarelo aparece quatro pontos atrás dos colchoneros. A distância ainda é razoável, mas o problema é que já foi bem maior. Cotando todas as competições, o Villarreal vem de quatro vitórias nos últimos cinco jogos - o único tropeço nesta sequência foi contra o Real Madrid. 


Em outras palavras, os dois principais perseguidores do Atlético de Madrid vivem momentos excelentes. E não é animador pensar que ambos têm na Liga das Estrelas a única frente de disputa até o fim da temporada, enquanto o Atlético ainda terá em paralelo muito abacaxi para descascar na Champions League. 


Pelo esquadrão que tem, o Atlético de Madrid reunia condições de brigar na faixa de tabela que atualmente ocupam Barcelona, Real Madrid e Sevilla, mas o cenário que se apresenta já faz com que torcedor colchonero fique muito contente se a vaga nos play-offs da próxima Champions League se confirmar. 


Getty Images
Getty Images

Real Sociedad e Villarreal são ameaças reais à quarta colocação do Atlético de Madrid