A torcida do Athletic já não suporta mais o novo treinador

Imagine-se treinador de um time centenário que nunca foi rebaixado e possui uma torcida forte e exigente. Inclua a esse cenário o fato de estar há cinco jogos sem vencer e ter acabado de passar pela derrota continental mais vergonhosa de seu clube. O que você faria para reverter esse cenário para o jogo seguinte? Colocar os dois melhores jogadores do elenco no banco? Sim, foi essa ideia de gênio que Cuco Ziganda tomou para levar o Athletic a mais uma derrota em La Liga.


Divulgação Valencia CF
Divulgação Valencia CF

O estrago é enorme, mesmo estando na sétima rodada de La Liga


Em qualquer rede social ou site de notícias, basta ver algo relacionado ao Athletic Club e a única impressão que se tem é que Cuco Ziganda, recém promovido a treinador do time principal, deve ser mandado embora. Mesmo estando na sétima rodada de La Liga, está muito claro que o time está perdido e, se mantiver a estrutura atual, tem grandes chances de ser rebaixado. 


Na derrota por 3 a 2, em um Mestalla agitado pela votação da Catalunha, o Athletic teve sorte de ter tomado apenas dois gols no primeiro tempo. A defesa tem estado perdida nos últimos jogos e hoje mais uma vez falhou. Num cenário em que os dois jogadores mais decisivos estão no banco e que o único destaque recente está lesionado (perdemos Iker Muniain por pelo menos meio ano, em função de rompimento de ligamentos do joelho direito), não se pode armar tão mal um time como no primeiro tempo. 


Divulgação Valencia CF
Divulgação Valencia CF

Andreas Pereira acabou fazendo um bom jogo contra o Athletic


No segundo tempo, o Rogério Micale do país basco decidiu colocar Aritz Aduriz e Raúl García para ajudarem o time. Apesar de terem conseguido melhorar o desastroso rendimento do primeiro tempo, a derrota foi consumada num belo gol de Rodrigo Moreno. Ironicamente, os dois gols do Athletic foram anotados pelos dois jogadores que entraram na segunda metade do jogo, deixando a torcida pensando sobre como o time renderia, caso estivessem jogando desde o começo.


Irritada com a situação, a torcida também começa a dar sinais de que quer a saída do presidente Josu Urrutia. O desempenho recente só reforça as críticas pela falta de ação para renovar com o goleiro que vive convocado para a Seleção e por nunca verem reforços no elenco. Fora dos gramados, as reclamações sobre preços de ingressos, elitizando o clube, e pela recente briga comprada com parte da torcida (que se manifestava no jogo contra o Girona) deixam a direção do Athletic contra a parede. 


Aparentemente, a questão é mais ver quanto tempo levará para Ziganda ser demitido e quem poderia vir em seu lugar. A demora para fazer tal mudança vai custar caro tanto na Liga Europa quanto no torneio local. 


Aupa Athletic!
@JorgeKadowaki
Siga-nos no Facebook! E também no Twitter!